Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Cicinho ignora polêmica com árbitro: "Se ele errar, será punido"

Lateral diz que nem sabia de reclamações de dirigente e que se preocupa apenas em vencer o Corinthians

Danilo Lavieri, iG São Paulo |

Ao contrário do que tem mostrado a diretoria do Palmeiras , Cicinho não se importa com a polêmica da arbitragem . Para o lateral direito do clube que enfrenta o Corinthians neste domingo, é simples: Se Paulo César de Oliveira errar na hora de apitar, ele será punido.

O jogador afirma que em nenhum momento seus companheiros ficarão preocupados com os possíveis erros e que a cabeça do elenco está voltada apenas para jogar futebol e avançar à final do Campeonato Paulista.

“Minha cabeça e a cabeça de todos estão pensando em jogar futebol. A gente vai fazer a nossa parte e espero que o juiz faça a dele. Às vezes, eles erram mesmo sem querer, mas o importante é que ele apite bem. Eu nem sabia que ele (Roberto Frizzo) tinha reclamado, mas meu pensamento não está nessa parte”, disse o jogador.

“Tem que parar de ficar falando do árbitro e falar do espetáculo que vai ser. Tenho certeza que vai ser um grande jogo. Vamos falar do que vai ser bom, torcer para que não tenha briga e que a gente saia vencedor. Se ele fizer errado, ele vai ser punido e essa não é a nossa preocupação”, completou Cicinho.

O lateral direito está liberado para voltar a atuar após sentir dores na coxa. Ele foi desfalque no jogo contra o Mirassol no último domingo, mas já treinou nesta quinta-feira “pegando mais leve” e será reforço de Felipão para o clássico.

“Hoje (quinta-feira), o professor pediu para eu treinar bem leve, para não forçar. Nem senti dores, então acho que para domingo vai estar bom. É só treinar devagar, com calma”, finalizou.

Leia tudo sobre: palmeirascicinho

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG