Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

"Cicatrizado", Julio Cesar lembra do erro na Copa e elogia Dunga

Titular no Mundial da África do Sul, goleiro voltou a ser chamado para a seleção por Mano Menezes

Marcel Rizzo e Paulo Passos, enviados iG a Los Cardales |

O goleiro Julio Cesar admite que passado quase um ano ainda se pega pensando sobre o lance do primeiro gol da Holanda, nas quartas de final da Copa do Mundo 2010 ( relembre ). O goleiro, que será titular da seleção brasileira na Copa América , se diz cicatrizado da dor da eliminação, mas segue na busca de uma explicação para o erro. No lance, Felipe Melo marcou um gol contra que empatou a partida em Porto Elizabeth. Minutos depois, a Holanda virou e eliminou o Brasil no Mundial .

Um ano depois, o arqueiro tenta explicar o que aconteceu. “O Felipe Melo não me ouviu, tinham as vuvuzelas e eu posso ter gritado baixo também. Eu dividi com ele no alto e aconteceu. O que eu mais senti foi que a minha equipe sentiu o gol. É aquilo que eu penso. Foi uma bola morta, em que dois jogadores foram, mas não gosto de apontar um culpado”, lembrou o goleiro nesta quarta-feira na Argentina.

Ao falar sobre o lance, Julio Cesar elogiou o então técnico da seleção, Dunga. “Com todo respeito ao Mano, o Dunga conseguiu montar uma seleção em que todas as cabeças pensassem da mesma maneira. Aquilo que a gente fez naqueles três anos e meio acabou em um jogo em que a seleção até jogou melhor. Um gol mudou toda a história da partida”, afirmou o goleiro.

Após ficar fora das primeiras quatro convocações de Mano Menezes, Julio Cesar foi chamado para o amistoso contra a França, em fevereiro. Desde então, virou titular novamente, assumindo a posição que havia ficado com Victor . “É muito bom você ter ao seu lado o melhor goleiro do mundo. O Julio Cesar é uma pessoa fantástica por tudo que conquistou e ele respeita muito a gente”, elogia o gremista.

Prestes a iniciar uma nova competição como titular do Brasil, Julio Cesar fala em esquecer o passado. “Estou cicatrizado já. Tava com muita vontade de voltar para a seleção brasileira e mostrar que tenho condições de estar na Copa de 2014 . Minha maior motivação é essa”, diz.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG