"Demorará 50 anos para termos outro atleta como ele", declarou um agente esportivo do país

Torcedores e especialistas em basquete da China lamentaram nesta quinta-feira o anúncio da aposentadoria do pivô Yao Ming, alegando que o país demorará muito tempo para ter novamente uma estrela esportiva deste calibre.

"Demorará 50 anos para termos outro atleta como Yao Ming", declarou o agente esportivo Xia Song em declarações à agência oficial "Xinhua". Xia apontou que talvez a tenista Na Li, atual campeã de Roland Garros, poderá se aproximar da fama internacional de Yao Ming, já que ambos combinam qualidade com personalidade. Mas destacou que o tênis, como esporte individual, não é tão popular mundialmente como o basquete.

O agente esportivo também se queixou alegando que o sistema esportivo chinês, focado em selecionar e treinar atletas para os Jogos Olímpicos, dificulta a criação de novos "Yao Ming" ao estrelato mundial. "Os esportes são para todos, não um privilégio para uma elite que vai em busca de medalhas. A China precisa de um novo ícone, que seja menos político e mais cultural", disse.

    Leia tudo sobre: nba
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.