Time inglês espera que a Uefa não imponha nenhuma sanção ao clube pelo comportamento de seus torcedores

O Chelsea afirmou nesta quarta-feira que fará o possível para identificar os torcedores que entoaram gritos contra Anton Ferdinand, jogador do Queens Park Rangers.

Durante o duelo entre Chelsea e Genk pela Liga dos Campeões , na terça-feira, os torcedores ingleses que foram à Bélgica gritaram "Anton Ferdinand, você já sabe o que você é", um cântico aparentemente em apoio ao "Blue" John Terry. O zagueiro do Chelsea foi acusado de proferir comentários racistas ao jogador do QPR durante uma partida da Champions há duas semanas.

O Chelsea espera que a Uefa não imponha nenhuma sanção ao clube pelo comportamento de seus torcedores. O organismo europeu confirmou que nem o delegado da partida nem o árbitro relataram os gritos em suas atas.

Se a Uefa iniciar um processo contra o Chelsea por considerar que o cântico dos torcedores foram racistas, o clube londrino enfrentaria sanções que incluem multas econômicas e a obrigação de jogar partidas com portões fechados.

"Foi completamente inadequado e não aprovamos a atitude", disse um porta-voz do clube londrino, que vive semanas turbulentas após perder dois jogos seguidos no Campeonato Inglês, e empatar ontem com um rival modesto na Champions. A equipe do técnico André Villas-Boas enfrenta, além disso, duas investigações pelos supostos insultos de Terry durante o encontro contra o QPR.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.