Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Chelsea e Stoke ficam só no empate

Em jogo cheio de chutes nas traves, times fizeram um gol cada e conseguiram um resultado ruim para ambos

Gazeta |

Getty Images
O Chelsea, do brasileiro David Luiz, enfrentou o Stoke City e não conseguiu vencer
No duelo deste sábado entre Chelsea e Stoke City, as traves chamaram a atenção para si e evitaram com que a partida tivesse um placar elástico. Em jogo com quatro bolas na trave apenas no segundo tempo, as equipes ficaram no 1 a 1, em Stoke.

Os gols da partida foram marcados por Walters, ainda no primeiro tempo, com uma bonita jogada individual, e por Drogba, que aproveitou um cruzamento para cabecear para as redes, também nos primeiros 45 minutos de jogo.

O resultado deixa o Chelsea com 55 pontos, a 11 do United, apesar de um jogo a menos. Entretanto, o sentimento dos Blues é que o título não é mais possível. Enquanto isto, o Stoke tem 38 e ocupa o meio da tabela.

O jogo
Dentro de sua casa, o Stoke City surpreendeu e abriu o placar aos sete minutos. Walters puxou grande contra-ataque, fintou David Luiz e avançou pela esquerda. Ele invadiu a área, conseguiu driblar Essien e puxar para o pé direito, batendo com força rasteiro, batendo o goleiro Petr Cech: 1 a 0.

Menos de um minuto depois, o Chelsea quase conseguiu o empate. Drogba lançou para Ashley Cole, que chegou como elemento surpresa e conseguiu cabecear, de peixinho, dando trabalho para o goleiro, que mandou pela linha de fundo.

Os dois times continuaram buscando o gol, mas o Chelsea era mais perigoso. O Stoke levava perigo em contragolpes, mas os Blues eram mais incisivos, criando chances com Lampard, Drogba e Anelka, principalmente.

Depois da pressão, finalmente o Chelsea conseguiu empatar o embate. Anelka fez levantamento na área e o centroavante marfinense Drogba deu um peixinho, com estilo, mandando para o fundo das redes, aos 32 minutos.

No segundo tempo, o Chelsea voltou com tudo, buscando a virada. A equipe chegou bem com apenas um minuto com Drogba e, no minuto seguinte, em uma batida de fora da área de Anelka.

Logo em seguida, o Stoke mostrou que também estava querendo a vitória. Depois de uma jogada pela direita, a bola foi cruzada na área e dois jogadores saíram do caminho, deixando ela livre para Pennant, que bateu firme e viu Cech defender com os pés.

Ainda antes dos cinco minutos, os Blues voltaram a assustar. Em jogada bem trabalhada, Ramires enfiou para Drogba, que bateu de chapa, com categoria, mas a bola beijou a trave.

Entre os 20 e 21 minutos, o Stoke chegou muito perto de marcar novamente, acertando o poste duas vezes. Primeiro, em cobrança de falta, Wilson cobrou e acertou o travessão, depois de defesa de Cech, que mandou para escanteio. Na cobrança, Huth ganhou de todo mundo e cabeceou com força, mas Cech novamente interferiu e mandou a bola no travessão.

A partir daí, o time da casa cresceu no jogo e chegou com perigo mais algumas vezes, obrigando o arqueiro do Chelsea a fazer defesas, e sempre o assustando.

Os Blues, que viam a partida como de vida ou morte para os sonhos do clube em conquistar a Liga Inglesa, voltaram a acertar a trave com Drogba, em pancada de pé esquerdo. Na continuação do lance, Essien obrigou o goleiro a fazer grande defesa e salvar seu time.

Mesmo com o Stoke atacando, o Chelsea teve outras chances de gol. Lampard desperdiçou uma em um chute de fora da área e depois ainda perdeu um gol ao cair pedindo pênalti depois de um bonito contragolpe.

Aos 47 do segundo tempo, Fuller perdeu uma chance inacreditável para o Stoke. O centroavante recebeu cruzamento dentro da pequena área, na frente do gol, sem marcação, mas acabou cabeceando cruzado, direto pela linha de fundo. O Chelsea ainda tentou, mas não conseguiu marcar, ficando no empate.

Leia tudo sobre: futebol mundialinglaterrachelseastoke

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG