Terceira oferta para contratar o meia croata gira em torno de 30 milhões de euros e deve ser suficiente

Ao que tudo indica, a diretoria do Chelsea não irá desistir de trazer o croata Luka Modric. O meia foi um dos grandes destaques do Tottenham e da seleção croata na última temporada e nunca escondeu seu desejo de se transferir para o clube inglês.

Para frear as investidas dos dirigentes do Chelsea, o presidente dos 'Spurs', Harry Redknapp, chegou a chamar a primeira oferta feita ao jogador de ridícula, e afirmou que nem 40 milhões de euros seriam suficientes para que ele liberasse o croata. Por outro lado, o jogador acusou o dirigente de estar faltando com sua palavra e ignorando os termos de seu contrato.

Em meio a tantas polêmicas, o Chelsea está preparando sua terceira oferta para contratar o meia, que gira na casa dos 30 milhões de euros (R$ 76,3 milhões). Com isso, o diretor de futebol dos 'Spurs', Kevin Bond, confirmou que, embora o clube não queira vender o jogador, a grande quantia em dinheiro envolvida nas negociações poderá pesar a favor dos Blues .

"Nós não queremos perdê-lo de jeito nenhum, mas todo mundo tem seu preço. É difícil quando alguém chega com uma grande quantia de dinheiro e faz sua cabeça. Transferências fazem parte do jogo, mas você não quer perder os seus melhores jogadores e, certamente, ele é uma das nossas estrelas", declarou o dirigente.

Luka Modric tem 25 anos e é o principal alvo do novo técnico do Chelsea, André Villas-Boas. O treinador português acredita que o meia tem muito potencial e pretende contar com o croata para reforçar o setor de criação da sua equipe.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.