Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Cheio de gringos, Internacional ganha admiração dos argentinos

Imprensa vizinha faz maior acompanhamento do clube gaúcho por conta dos quatro argentinos no elenco

Gabriel Cardoso, iG Porto Alegre |

Não bastasse o fato de ser o atual campeão da Libertadores, o Inter ainda tem outro fator para chamar a atenção dos países vizinhos: São quatro argentinos no plantel. Na chegada ao Equador, um grande número de jornalistas esperava pelo atual campeão da América. Entre os jogadores mais assediados estavam os gringos, principalmente os novos contratados: Bolatti e Cavenaghi.

A imprensa argentina também tem dado amplo destaque ao Inter. As contratações de Bolatti e Cavenaghi repercutiram bastante. O jornal Olé chegou a dizer que “o Inter gosta de samba, festa e qualquer outra coisa típica do brasileiro, mas que na hora de escolher um jogador o clube gosta dos argentinos”.

“Eu acho que o Inter já tinha uma identificação com a torcida argentina pelas presenças de D´Alessandro e Guinãzu. Sempre que tem um jogador nosso fora do país torcemos pra que ele vá bem. Foi assim com o Sorín no Cruzeiro e com Tévez e Mascherano no Corinthians”, diz ao iG, Maximiliano Campobassi, jornalista do Olé.

Em Porto Alegre é fácil achar um torcedor do Inter que goste do Villarreal, por causa de Nilmar. Algum seguidor do Grêmio que se identifique com o Liverpool do volante Lucas. O Tottenham, da Inglaterra, passou a ser acompanhado mais de perto por causa do volante Sandro. E até mesmo o futebol do leste europeu ganha maior visibilidade dos gaúchos com as presenças de Carlos Eduardo e Douglas Costa, formados no estádio Olímpico. Em Buenos Aires, torcedores de um time vermelho e branco devem “seguir por todas partes” (como costumam dizer os argentinos) o Inter mais de perto.

“Sem dúvida que o Inter será um clube do interesse dos torcedores argentinos. Em especial para os simpatizantes do River Plate, porque tem D´Alessandro e Cavenaghi que já jogaram lá”, explica Lisardo Novillo da TV Fox Sports.

Alexandre Lops/AI Internacional
Guiñazu é cercado pela imprensa equatoriana em Guayaquil
Gustavo Yarroch, repórter do Diário Clarín, vai mais longe e vê o Inter entre os favoritos para ganhar a Libertadores. O jornalista aprovou a chegada de Bolatti e Cavenaghi.

“O Inter e o Vélez Sarsfield são times que estão bem preparados para a Libertadores. Não se pode descuidar da LDU. Acho que Bolatti e Cavenaghi vão se dar bem no Brasil porque são dois grandes jogadores. São jogadores de qualidade. Bolatti é um volante com muita categoria e técnica e o Cavenaghi é um goleador que trata muito bem a bola”, conta.

O Internacional estreia na Libertadores nesta quarta-feira, às 22 horas, contra o Emelec no Equador. O técnico Celso Roth deve escalar até três argentinos no time titular: D´Alessandro e Guiñazu estão garantidos e Bolatti pode ganhar a vaga de Wilson Matias. Cavenaghi começará no banco de reservas. O Inter terá: Lauro; Nei, Índio, Sorondo e Kléber; Wilson Matias (Bolatti), Guiñazu, Tinga e D´Alessandro; Zé Roberto e Leandro Damião.
 

Leia tudo sobre: InternacionalCopa Libertadores 2011BolattiCavenaghi

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG