Após seis meses, Charles voltou a atuar, um mês depois da saída do treinador que o trouxe ao Santos

Charles chega por empréstimo até o final de dezembro
Samir Carvalho
Charles chega por empréstimo até o final de dezembro
O volante Charles concedeu nesta terça-feira sua segunda entrevista coletiva na temporada (o jogador só havia conversado com a imprensa em sua chegada ao Santos em janeiro). Isso porque, o atleta foi contratado mesmo em recuperação de uma cirurgia no tendão patelar do joelho esquerdo e não atuava. O motivo da contratação aconteceu por causa de um pedido de Adilson Batista, que trabalhou com o jogador no Cruzeiro. Desta forma, o volante lamentou bastante a saída do treinador, já que o camisa 7 da equipe na Libertadores reconhece que Adilson relutou contra a diretoria para mantê-lo no elenco.

“Infelizmente voltei de lesão agora e o Adilson não está mais aqui. Fiquei muito triste pela saída dele, mas já passou. Temos que continuar nosso trabalho, eu aqui no Santos e o Adilson como treinador. Mas, prometo que o desempenho será o mesmo sem ele (Adilson) aqui”, afirmou o volante.

O atleta não jogava futebol há seis meses por causa da cirurgia no joelho esquerdo, e retornou a atuar no último domingo, no duelo entre Santos e Ituano, um mês após a saída de seu “protetor” Adilson Batista, demitido com apenas um derrota sob o comando da equipe santista.

O volante entrou no segundo tempo da partida contra o Ituano, e assustou a comissão técnica e jogadores do Santos após um choque com o adversário. “Primeiramente estou feliz de voltar a jogar bola e concentrar. Em questão do contato no jogo, bateu joelho com joelho, mas foi só uma pancada e está tudo tranquilo”, disse.

Charles trabalhou com Adilson Batista no Cruzeiro em 2008, e pertence ao Locomotiv Moscou, da Rússia. O atleta de 25 anos ficará por empréstimo na Vila Belmiro até o final desta temporada. A diretoria santista desembolsou US$ 90 mil pela transação.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.