Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Chapas devem entrar em acordo e eleição será mantida no Botafogo

Grupos opositores haviam pedido a impugnação adversária, mas situação será resolvida internamente

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

Após virar caso de polícia, com o presidente Maurício Assumpção indo até a delegacia denunciar a candidatura da oposição por supostas assinaturas falsas, a eleição presidencial do Botafogo deve acontecer com a presença das duas chapas. A reunião da Junta Eleitoral, que iria analisar os pedidos de impugnação tanto da situação, quanto da oposição, foi adiada para segunda-feira, por conta de problemas pessoais de um dos membro da Junta, Luis Eduardo Vaz Miranda.

Veja também: Botafogo segue na terceira colocação. Veja a tabela atualizada

Internamente, o assunto caminha para uma conciliação entre as partes. Um documento foi elaborado pela Junta e deve ser assinado por representantes das duas chapas, concordando com a disputa da eleição no prazo e dizendo que não faltaram com a verdade durante o processo eleitoral.

Leia mais: Eleição presidencial do Botafogo esquenta com troca de acusações

Na última semana, a chapa da situação, encabeçada pelo atual presidente, Maurício Assumpção, acusou a oposição de ter forjado a assinatura de dois conselheiros, que moram fora do país, pedindo a impugnação da candidatura. Já a oposição, representada pelo candidato Carlos Eduardo Pereira, alega que alguns nomes da chapa adversária não têm três anos como sócios, o que inviabiliza a participação no pleito, também pedindo a impugnação.

Veja mais: Apenas duas chapas são inscritas para as eleições do Botafogo

O presidente Maurício Assumpção também defendeu a presença de Luis Eduardo Miranda na Junta, já que ele é integrante da chapa de situação. A oposição havia manifestado incômodo com a participação de Miranda, mas para o mandatário, a posição política do conselheiro não irá interferir no processo.

Siga o iG Botafogo no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

"Só ele faz parte de alguma chapa? Os outros integrantes da Junta não têm irmãos ou filhos na chapa de oposição? Da mesa do Conselho, não existe ninguém neutro, ou são de situação, ou oposição. O Luis está a frente no Conselho Deliberativo desde 2005 e ninguém pode falar nada da conduta dele, isso não existe", declarou Assumpção. Caso o documento seja assinado pela du eleição ocorrerá em 25 de novembro.

Entre para a Torcida Virtual do Botafogo e comente a eleição no clube

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG