Tamanho do texto

Palmeirense minimizou a possibilidade lembrando que já tomou três gols do titular do gol do São Paulo

Faltam apenas dois gols para Rogério Ceni chegar ao 100º de sua carreira e, depois de pegar o Bragantino neste sábado, o próximo jogo do São Paulo será contra o Palmeiras, no dia 27. A possibilidade de o goleiro atingir a marca no clássico existe, mas não tira o sono de Marcos, que ainda nem sabe se terá condições físicas de atuar no Choque-Rei.

"Isso não passou ainda pela minha cabeça porque estou sempre preocupado com outras coisas. Mas, se acontecer, não tem problema. Já tomei três dele e tomar gol de goleiro é sempre uma tristeza. Se eu estiver no campo quando ele conquistar esta marca, qual a diferença? Se acontecer, paciência", minimizou o ídolo palmeirense.

O Verdão é o time que mais levou gols do camisa 1 são-paulino (sete). E Marcos, com bom humor, culpa os colegas de linha. "Os caras ficam fazendo pênalti, falta, quer que eu faça o quê?", perguntou, lembrando de um empate por 2 a 2 no Brasileiro de 2008. "Teve uma vez que falei: ?cuidado, o São Paulo é bom na bola parada'. Nos primeiros minutos, vem o Léo Lima e dá uma voadora na área", lembrou.

Atualmente, no entanto, o camisa 12 palmeirense pode entrar em campo com a melhor defesa do Campeonato Paulista, com três gols sofridos em oito partidas até agora. Por isso, o arqueiro troca as críticas ao sistema defensivo que se acostumou a fazer depois de derrotas por elogios à marcação do time inteiro.

"Os zagueiros estão bem, os laterais quase não deixam ter cruzamento na área, os volantes estão bem à frente da área, e a marcação começa lá no Kléber. Por isso tenho vontade de jogar, a bola não está chegando ao gol", sorriu. "O Felipão viu que tinha que acertar primeiro a defesa e, se somos o time menos vazado, é porque estamos marcando bem", continuou.

O goleiro faz até um mea-culpa. "Entre os três gols que o time sofreu, eu tomei dois (contra Paulista e Corinthians) e estava na única derrota (Corinthians). Mas o engraçado é que quando é quem menos sofre gols é a defesa menos vazada. Quando é quem mais toma, é o goleiro mais vazado, né?", chiou, rindo.