Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Cerro Porteño elimina Estudiantes nos pênaltis após novo empate

Sem Verón, time argentino caiu nas oitavas de finais da Libertadores ao ser batido por 5 a 3 no Paraguai

Gazeta |

Após novo empate por 0 a 0, mesmo resultado do jogo de ida, o paraguaio Cerro Porteño eliminou o argentino Estudiantes, que atuou sem Verón, na disputa de pênaltis: 5 a 3. O adversário sairá do confronto entre Jaguares, do México, e Junior Barranquilla, da Colômbia. As duas equipes empataram por 1 a 1 no jogo de ida e se enfrentam ainda nesta quinta-feira, em Barranquilla.

O jogo
Sem o meio-campista Verón, sua maior estrela, que não foi relacionado por causa de uma gripe, o Estudiantes não conseguiu assustar os donos da casa. No entanto, também faltou criatividade aos paraguaios durante o monótono primeiro tempo.

O início da segunda etapa foi parecido e o cenário só começou a ser modificado quando o técnico Leonardo Astrada apostou no jovem Iturbe, revelação de apenas 17 anos que deu novo ritmo à partida após entrar no lugar de Nuñez, com 20 minutos.

O Cerro Porteño cresceu e, apesar de não exercer grande pressão, foi melhor que o rival. A grande oportunidade apareceu aos 38 minutos, quando Iturbe fez fila pela direita e cruzou rasteiro para Nanni, que exigiu boa defesa do goleiro Orión. Antes, no entanto, ele dominou no braço e a arbitragem anotou a falta.

Os pênaltis - Julio dos Santos, Fabbro e Nanni haviam converteram as primeiras cobranças do Cerro, enquanto Benítez, Lopes e Pereyra balançaram as redes pelo Estudiantes. Na quarta cobrança paraguaia, apareceu a figura do árbitro colombiano Oscar Ruiz. Ele mandou voltar o pênalti defendido por Orión - que se adiantou - e, na segunda chance, Cáceres não desperdiçou: 4 a 3.

Na batida seguinte, Roncaglia bateu para o Estudiantes e Barreto, sem se adiantar, defendeu a bola em seu canto direito. Na quinta cobrança dos mandantes, Villarreal deu números finais à disputa, classificou o Cerro e deu início às reclamações dos argentinos, indignados com a cobrança repetida.

FICHA TÉCNICA - CERRO PORTEÑO-PAR (5) 0 X 0 (3) ESTUDIANTES-ARG

Local: Estádio General Pablo Rojas, em Assunção (Paraguai)
Data: 5 de maio de 2011 (Quinta-feira)
Horário: 20h15 (de Brasília)
Árbitro: Oscar Ruiz (Colômbia)
Assistentes: Abraham González e Humberto Clavijo (ambos da Colômbia)
Cartões Amarelos: Villarreal, Nuñez, Torres e Nanni (Cerro Porteño); Roncaglia, Benítez, Gastón Fernández e Orión (Estudiantes)

PênaltisCERRO PORTEÑO: Julio dos Santos, Fabbro, Nanni, Cáceres e Villarreal marcaram
ESTUDIANTES: Benítez, López e Pereyra marcaram; Roncaglia perdeu

CERRO PORTEÑO: Barreto; Piris, Pedro Juan Benítez, Cardozo e César Benítez; Cáceres, Nuñez (Iturbe), Villarreal e Torres (Julio dos Santos); Fabbro e Nanni. Técnico: Leonardo Astrada

ESTUDIANTES: Orión; Roncaglia, Federico Fernández, Desábato e Ré; Pérez, Braña, Benítez e Iberbia; Gastón Fernández (Pereyra) e López. Técnico: Eduardo Berizzo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG