Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Cerca de 400 torcedores se despedem do Inter no aeroporto

Salgado Filho foi palco do último contado com os jogadores antes do Mundial de clubes

Hector Werlang, iG Porto Alegre |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237882288376&_c_=MiGComponente_C

Enquanto a delegação do Internacional aguardava a autorização para decolar rumo a Abu Dhabi, cerca de 400 torcedores sofreram com o calor de temperatura de 30ºC, se emocionaram e sonharam com a conquista do bicampeonato do Mundial de clubes. Foi assim a despedida do clube gaúcho, nesta quarta-feira, no Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre.

Funcionários, jogadores, membros da comissão técnica e dirigentes deixaram o Beira-Rio por volta das 10h. Ao chegar ao Salgado Filho, o ônibus rumou para o Terminal 2, o antigo aeroporto. Foi possível ver a correria de colorados e até funcionários de estabelecimentos região, que aguardavam seus ídolos no Terminal 1.

Sorte a deles que a espera até a decolagem se estendeu até as 13h31min. O jeito, então, foi transformar o aeroporto em Beira-Rio. Em dia de jogo, claro. Os cânticos foram entoados, apareceram as provocações ao rival Grêmio e tudo era registrado em fotos.

Hector Werlang
O torcedor Everton (à esquerda) foi ao aeroporto com uma peruca imitando o corte de Tinga

Foi o caso dos amigos Everton Andrade, Henrique Nunes e Guilherme Peyrote, ambos de 16 anos. Com uma peruca rastafari, Everton prestou uma homenagem a Tinga.

Sempre assisto aos jogos com ela, dá sorte, disse o torcedor, que era constantemente clicado por outros colorados.

A turma acompanhou a despedida de 2006, na primeira vez que o Inter disputou um mundial, caso da maioria dos presentes. Porém, os novatos também apareceram. O pequeno João Pedro Barroso, quatro anos, foi levado pelo irmão Anderson. Ao falar com a reportagem do iG, João só repetiu uma frase: Desculpa, Gabiru.

Ele a aprendeu, com o irmão e sabe da origem: homenagear ao meia Adriano, autor do gol do título de quatro anos atrás, que era criticado pela torcida. Na época, João tinha sete meses. Agora tem noção do que vai acontecer. O Inter vai ganhar. Gosto do Rafael Sobis, contou.

Se o entusiasmo era grande, a presença de torcedores frustrou os ambulantes. Vendedores de bandeiras, camisetas e água esperavam mais gente ¿ em 2006 milhares de colorados tomaram o aeroporto. A Brigada Militar mobilizou 200 policiais e nenhum incidente foi registrado.

A estréia do filme Absoluto ¿ Inter, bicampeão da Libertadores, na noite anterior, quando 27 mil colorados foram ao Beira-Rio, tirou gente do aeroporto. Agora é esperar os jogos nos Emirados Árabes Unidos.

Leia tudo sobre: futebolinternacionalmundial de clubes

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG