Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Ceni perde pênalti, mas São Paulo dá show e goleia o Bragantino

Atacantes brilham e garantem vitória tranquila; goleiro perde chance de chegar ao 99º gol na carreira

Levi Guimarães, iG São Paulo |

Rogério Ceni teve a chance de marcar seu 99º gol na carreira e chegar ao clássico contra o Palmeiras a apenas um do centésimo. Mas perdeu um pênalti e cobrou duas faltas para fora na noite deste sábado contra o Bragantino. O que poderia manchar o jogo do São Paulo, porém, não foi suficiente para ofuscar uma atuação de gala dos comandados de Paulo César Carpegiani no Morumbi: 4 a 0 na terceira vitória seguida da equipe.

Sem marcar pela segunda partida seguida, Ceni mantém a ansiedade da torcida são-paulina pelo centésimo. Na próxima rodada do Paulistão ele terá pela frente o rival contra o qual mais marcou – sete vezes, sendo cinco de pênalti e duas de falta - ao longo da carreira, o Palmeiras. Para alcançar a marca, porém, ele terá de repetir um feito que só conseguiu em cinco oportunidades.

Se o capitão não brilhou, o ataque são-paulino fez a sua parte e deu um verdadeiro show. Com muita velocidade nas trocas de passes, Lucas, Fernandinho e Dagoberto criaram inúmeras oportunidades. Os dois primeiros marcaram os seus e Dagoberto, com assistências para Miranda (que abriu o placar) e Fernandinho chegou a seis na temporada 2011.

Lucas ainda fez a alegria da torcida. De contrato renovado com o São Paulo até o final de 2015, o meia comemorou em cima do símbolo do clube ao lado do gramado do Morumbi, com direito a beijo no escudo. E para encerrar a noite, o recém-chegado Willian José fez um golaço de fora da área, menos de cinco minutos depois de entrar em campo pela primeira vez com a camisa do São Paulo.

nullA vitória levou o São Paulo a 18 pontos em nove rodadas do Paulistão e o time do Morumbi, agora, divide a vice-liderança da competição com o Santos. Pelo menos provisoriamente, até o clássico deste domingo entre a equipe do litoral e o Corinthians. O Bragantino, estacionado nos 12 pontos, caiu da sétima para a 10ª posição na tabela.

Na próxima rodada do Paulistão o São Paulo volta a jogar em casa e enfrenta o clássico contra o Palmeiras, atual líder do estadual. A partida acontece no domingo, às 16h. Já o Bragantino, também no domingo, mas às 18h30, encara outro time da capital, a Portuguesa, no estádio do Canindé.

 O jogo

Não demorou para Rogério Ceni ter sua primeira chance de marcar o 99º gol de sua carreira. Logo aos três minutos de jogo no Morumbi Dagoberto sofreu falta próxima à área e o goleiro compareceu para bater. A cobrança, porém, saiu acima do gol do Bragantino.

O São Paulo estabeleceu um domínio total da partida nos primeiros minutos, sem deixar o Bragantino sair para o jogo. E aos 19 minutos esse domínio se transformou em vantagem no placar. Dagoberto cobrou falta da intermediária levantando a bola na área e o zagueiro Miranda, de ombro, conseguiu desviar e superar o goleiro Rafael Defendi para fazer 1 a 0.

Um minuto após o gol, Fernandinho foi lançado em velocidade na esquerda e derrubado na área pelo goleiro. Pênalti marcado, Rogério Ceni se apresentou, ansiedade no Morumbi pelo gol de número 99 na carreira 1. Que não saiu. Ceni bateu mal e Defendi caiu do lado esquerdo para fazer a defesa.

A chance desperdiçada não diminui o ritmo de jogo dos anfitriões, que passaram a criar diversas chances de aumentar, principalmente em jogadas de velocidade com o trio Lucas, Fernandinho e Dagoberto. Na única chance do Bragantino no primeiro tempo, João Sales cruzou da esquerda, a bola desviou no zagueiro Rhodolfo e ia encobrindo Rogério Ceni, mas bateu no travessão e foi afastada por Alex Silva.

O segundo gol continuou amadurecendo. Aos 38, Jean acertou um chute muito forte, de trivela, de fora da área. O goleiro deu o rebote, mas Dagoberto não alcançou. E aos 43, a ótima atuação são-paulina na primeira etapa foi coroada. Dagoberto e Fernandinho fizeram bela tabela, com direito a passe de letra, jogada que terminou com gol de Fernandinho, o quarto dele na temporada.

AE
Rogério Ceni lamenta pênalti perdido contra o Bragantino; goleiro segue a dois do seu centésimo na carreira

No segundo tempo, sem alterações, o São Paulo seguiu melhor. Aos três minutos, Dagoberto quase fez um golaço. Lucas foi pra cima da marcação, tentou um drible da vaca e acabou derrubado. A bola sobrou para o camisa 25, que encobriu o goleiro, mas viu a bola sair por pouco, à esquerda do gol.

Aos 15, Lucas começou a mostrar porque tem potencial para se tornar um ídolo da torcida. Ele acertou forte chute de fora da área, exigindo boa defesa de Rafael. Mas o melhor veio três minutos depois. Fernandinho fez jogada individual na esquerda, cruzou para a pequena área e o camisa 7, destaque da seleção sub 20, chegou de trás para marcar seu primeiro gol pelo São Paulo em 2011.

Com a vitória garantida, o São Paulo ainda viu Rogério Ceni tentar mais uma vez o 99º gol. Ele bateu uma falta de uma posição diferente da habitual e, mais uma vez, chutou pra fora. E para completar a noite, um gol de estreante fechou o placar. Menos de cinco minutos depois de entrar em campo, Willian José acertou chute fortíssimo de fora da área, no ângulo, sem chance de defesa. O final perfeito para o melhor jogo do São Paulo até agora em 2011.

FICHA TÉCNICA - SÃO PAULO 4 X 0 BRAGANTINO

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 19 de fevereiro de 2011, sábado
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Marcio Henrique de Gois (SP)
Assistentes: Caio Mesquita de Almeida e Vitor Carmona Metestaine (ambos de SP)
Público: 13.830 pagantes
Renda: R$ 350.346,13
Cartões amarelos: Miranda, Ilsinho (São Paulo); Everaldo, Marcos Aurélio, Carlinhos, Rafael Defendi, Paulo Roberto (Bragantino)

GOLS:
São Paulo - Miranda, aos 19, e Fernandinho, aos 43 minutos do primeiro tempo; Lucas, aos 18, e Willian José, aos 31 minutos do segundo tempo


SÃO PAULO: Rogério Ceni; Rhodolfo, Alex Silva e Miranda; Jean (Ilsinho), Casemiro, Carlinhos Paraíba, Lucas (Marlos) e Juan; Dagoberto e Fernandinho (Willian José)
Técnico: Paulo César Carpegiani

BRAGANTINO: Rafael Defendi; Carlinhos, Marcos Aurélio e Everaldo; Nego (Diego), Éder, Luciano Sorriso (Leandro Piton), Paulo Roberto e Júlio César; Finazzi e João Sales (Wellington)
Técnico: Marcelo Veiga

Leia tudo sobre: são paulocampeonato paulista 2011cenibragantino

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG