Para o goleiro do São Paulo, Heber Roberto Lopes deixou-se pressionar pelos jogadores e pela torcida do Grêmio

O são-paulino Rogério Ceni deixou o gramado do Olímpico irritado após a derrota por 1 a 0 para o Grêmio , neste domingo. Insatisfeito com a arbitragem de Heber Roberto Lopes, o goleiro mostrou-se conformado com o resultado e disse que o Tricolor paulista terá dificuldades na briga pelo título.

"A gente já esperava (o resultado), pela forma como foi conduzido o jogo, era normal. O empate seria uma vitória. Para o São Paulo vai ser difícil, chegar de novo vai ser díficil", resmungou o capitão, que deixara o campo reclamando já no intervalo.

Para Ceni, o árbitro deixou-se pressionar pelos jogadores e pela torcida do Grêmio. O cartão amarelo aplicado por simulação a Casemiro, mais de três minutos depois do lance, foi a gota d'água.

"Ele (árbitro) precisa suportar a pressão. Tinham oito, sete caras em volta reclamando, com a bola rolando. O goleiro segurando a bola para a torcida fazer pressão... É difícil apitar o jogo, mas ele tem que suportar", reclamou. No segundo tempo, outro lance polêmico: um minuto antes do gol da vitória gaúcha, Casemiro recebeu cruzamento da esquerda e cabeceou para as redes. A arbitragem assinalou falta do volante no início da jogada e anulou a jogada.

Imagens da derrota do São Paulo em Porto Alegre:

Rogério Ceni deixou o gramado com rapidez e não falou sobre o tento anulado. Lucas, que estava próximo da jogada, evitou chiar. "Eu não vi, estava de costas paro Casemiro esperando o passe do Juan. Ele colocou na área e, quando vi, o marcador já estava no chão. Acho que ele marcou a falta", opinou o camisa 7.

Já o lateral esquerdo Juan não concordou com a opinião de seu capitão. "É difícil dizer, cada juiz reage de uma maneira à pressão da torcida. Prefiro não comentar a arbitragem, não foi por causa do Heber que nós perdemos o jogo", disse.

Com o revés, o São Paulo perdeu a chance de ultrapassar o Corinthians e liderar o Campeonato Brasileiro. Para piorar, a foi ultrapassada pelo Vasco e caiu da segunda para a terceira posição. Na próxima rodada, o rival será o Ceará, sábado, no Morumbi, em jogo que pode marcar a estreia do atacante Luis Fabiano. Dagoberto, suspenso, não joga.

null

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.