Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Celso Roth sobre a demissão do Internacional: "Foi uma surpresa"

Treinador nega que tenha perdido o comando do vestiário e acha que "dirigentes jogaram para a torcida"

Gabriel Cardoso, iG Porto Alegre |

Celso Roth não ficou de acordo com a sua saída do Internacional. O treinador achou a decisão precipitada e avaliou que a justificativa dada não foi a mais adequada.

“Quando recebi a notícia, realmente fui pego de surpresa. Estávamos voltando de uma longa viagem e fomos direto para o estádio trabalhar. Foi uma surpresa por esta situação, mas não pela vivência que temos no futebol. Infelizmente as coisas se repetem”, avaliou, em entrevista para a Rádio Bandeirantes.

Perguntado se a “diretoria havia jogado para a torcida”, Roth concordou. Ele justificou que os resultados de campo não são condizentes com a sua saída.

“Infelizmente, não tem como não dizer isso. Se analisarmos os números e os fatos, as campanhas são de aproveitamento muito alto. É difícil explicar a saída do Internacional, liderando a chave da Libertadores e o grupo do Campeonato Gaúcho. Foi uma alternativa muito simples, por termos perdido um jogo da Libertadores e dizer que a torcida estava pressionando”, alegou.

Os dirigentes admitiram que o descontentamento da torcida pesou bastante. Outro fator determinante foram as más atuações nas últimas partidas. Roth negou que tivesse atrito com alguns jogadores, fato que chegou a ser cogitado após a má atuação no México, na derrota para o Jaguares. Ele também não descartou voltar a trabalhar tanto em Grêmio como em Inter.

“Olhar pra frente significa olhar as equipes que estão na ponta. É um orgulho ser gaúcho e ter dois clubes dessa grandeza. Olhar pra frente significa estar aí, aproveitar a oportunidade, continuar trabalhando. No momento que abrir a oportunidade, temos que trabalhar. Deixei amigos no Grêmio e no Internacional”, projetou.

Paulo Roberto Falcão é o favorito para assumir o Internacional. Ele se reuniu com os dirigentes na manhã deste sábado e foi encaminhado o acordo. O anúncio oficial deverá ser feito até o início da semana.

“Se ele for convidado, que seja feliz. Que ele tenha capacidade, pois vai encontrar um grupo bem encaminhado. O grupo tem qualidade e que as coisas se encaminhem da melhor maneira possível pra ele e para o Internacional”, disse. 

Leia tudo sobre: InternacionalCelso Roth

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG