Após ser acusado de desrespeito, treinador indicou fim das chances ao atacante no Grêmio

Celso Roth rebateu as declarações de Miralles, que, ao sobrar do banco de reservas diante do Santos , o acusou desrespeito no Grêmio . Após a vitória, na tarde de domingo , o treinador pediu que a direção resolva a situação do atacante e indicou que não lhe dará novas oportunidades.

Twitter iG Grêmio: Notícias e comentários em tempo real

“Foi uma escolha técnica em cima do rendimento dele nos treinamentos. Vivemos o dia a dia. É simplesmente isso. O problema é a atitude além da falta de respeito que teve com os colegas. Ele tem é que trabalhar firme se quer alguma coisa melhor, por enquanto merece isso que está acontecendo. O problema é com a direção", disse Roth.

Técnico e jogador vivem em rota de colisão desde a derrota para o Atlético-GO, em 21 de agosto. Na ocasião, após começar como titular, Miralles teve atuação reprovada pelo comandante. Passou um período afastado de partidas. E, a cada entrevista, tinha o comportamento reprovado pelo treinador.

Diretor executivo de futebol, Paulo Pelaipe deve se reunir com o empresário Rogério Braun, representante do jogador, na terça-feira. A tendência é que a saída do atleta seja acertada.

Miralles custou US$ 2,3 milhões e tem contrato até junho de 2013.

Entre para a Torcida Virtual e convide seus amigos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.