Time está em busca de um camisa 9 que não deixe dúvidas na cabeça do treinador Vágner Mancini

Depois de perder o centroavante Junior para o Bahia, a diretoria do Ceará está atrás de um outro jogador para substituí-lo e brigar por posição com Marcelo Nicácio, Washington e o recém-contratado Felipe Azevedo.

O Ceará deseja alguém que vista a camisa e não deixe dúvidas na cabeça do treinador Vágner Mancini. Por isso nomes importantes do mercado estão sendo procurados.

O primeiro deles, que pode ser confirmado ainda esta semana, é o de Roger. Aos 26 anos, o jogador atualmente defende o Kashiwa Reysol, do Japão, e já teve passagens com destaque por Ponte Preta, São Paulo, Vitória e Guarani.

A equipe japonesa é dirigida por Nelsinho Baptista e o único entrave para o acerto com Roger é a liberação do comandante, que costuma escalar a dupla Kitajima e Tanaka na linha de frente.

Outro atleta que não tinha oportunidades no próprio Kashiwa, e está desempregado é França, outro alvo da diretoria alvinegra.

Aos 35 anos, o atacante está sem clube desde o mês de abril, após cinco anos defendendo as cores do time japonês. Anteriormente, ele havia ficado três temporadas no Bayer Leverkusen, da Alemanha e mais seis anos defendendo o São Paulo, onde é considerado ídolo da torcida.

O vice-presidente de futebol do Ceará, Robinson Castro, confirmou as duas negociações: "O objetivo do Ceará é contratar um atacante, estamos na briga por eles", disse.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.