Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

CBF doará 32 mil ingressos para deficientes físicos na Copa

Com Romário, entidade anunciou medida nesta sexta-feira. Apesar da ação, deputado diz que seguirá crítico ao Mundial

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

Futura Press
Ex-jogador chorou durante o anúncio no Rio de Janeiro
A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) anunciou na tarde desta sexta-feira que irá subsidiar 32 mil ingressos para pessoas com deficiência física e seus acompanhantes para a Copa do Mundo de 2014 . O anúncio foi feito pelo deputado federal Romário (PSB-RJ), acompanhado dos deputados da integrantes da ‘Frente Parlamentar em Defesa das Pessoas com Deficiência Física, durante coletiva em um hotel na Zona Sul do Rio de Janeiro. Serão 500 entradas distribuídas para todas as partidas da competição.

Além de serem exclusivos para deficientes físicos, as entradas serão voltadas para pessoas de baixa renda. A forma de seleção e fiscalização dos beneficiados, porém, só será definida pela Frente na volta do recesso do Congresso. Romário comemorou a conquista, atendida na última sexta-feira, em reunião com Ronaldo , membro do COL (Comitê Organizador Local) e que também participou do anúncio nesta sexta, e Ricardo Teixeira, presidente da CBF e do COL.

VEJA TAMBÉM: Romário muda o tom e elogia Ronaldo

“Conversando com Ronaldo e Ricardo Teixeira, fiz pedido em nome da nossa bandeira, já que não enxergamos nos últimos relatórios da Lei Geral da Copa onde esse grupo de pessoas iria entrar. Rapidamente me responderam e o Teixeira passou para mim que, independente da Lei Geral da Copa, da Fifa, a CBF, como entidade privada e federação, irá doar para essa classe 32 mil ingressos”, anunciou o deputado federal.

A votação da Lei Geral da Copa foi postergada para 2012 e trará mudanças para a realização do evento, como a venda de bebidas alcoólicas durantes os jogos, além da criação da categoria quatro, onde ingressos serão disponibilizados com preços mais populares para estudantes, idosos, indígenas, beneficiários dos programas de assistência social e pessoas que entregarem às autoridades armas de fogo.

Romário declarou que está é a maior conquista de seu mandato até o momento e negou que o recebimento dos ingressos irá mudar sua postura crítica ao presidente do COL e à Fifa.

“Acredito que seja nesse meu primeiro ano de mandato, a maior conquista que tivemos até agora. Será a única classe, a princípio, que poderá ver a Copa sem ter que pagar ingresso. Ingressos esses, que fora categoria quatro, terão um valor absurdo. Eu não mudo de lado, de bandeira. Sou deputado federal e vou continuar fiscalizando a CBF, o Ricardo Teixeira e o próprio Ronaldo, tudo visando uma Copa do Mundo melhor e do povo”, disse Romário.

A participação de Ronaldo, que é membro do conselho administrativo do COL, mas não tem ligação com a CBF, foi defendida por Romário. "O Ronaldo, como executivo do COL, não faz parte oficialmente da decisão e da negociação, mas foi o primeiro, junto comigo, a conversar com a CBF para que o presidente Ricardo Teixeira entendesse essa importância. Ele está aqui pelo simples fato de nós, representantes dos deficientes, podermos agradecer esse pedido atendido", declarou o deputado federal.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG