Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

CBF deve para o Estado de São Paulo e pode ter bens penhorados

Entidade se recusa a pagar multas por não respeitar Código de Defesa do Consumidor e Estatuto do Torcedor no valor de R$ 124 mil

Gazeta Esportiva |

A Confederação Brasileira de Futebol é a mais nova integrante da lista de devedores do Estado de São Paulo. Ela se recusa a pagar multas no valor de R$ 124 mil, aplicadas por não respeitar o Código de Defesa do Consumidor e o Estatuto do Torcedor. O próximo passo da Justiça é penhorar os bens da entidade comandada por Ricardo Teixeira, que lucrou mais de R$ 200 milhões apenas em 2010.

De acordo com o jornal Folha de São Paulo, a CBF cometeu nove infrações entre 2003 e 2006, por não conseguir comprovar a divulgação de informações como o sorteio de árbitros, regulamentos e súmulas de jogos. As irregularidades foram apuradas pelo Procon-SP, que acionou a Procuradoria do Estado após constatar a falta de pagamento das multas.

A entidade se recusou a falar sobre o assunto, mas garantiu estar rigorosamente em dia com qualquer instituição. No Ministério da Fazenda, a CBF faz parte de mais de 100 processos e chegou a pagar uma multa de R$ 3 milhões por sonegar imposto de renda. Ela também aparece na lista de devedores do governo federal.

Além de presidente da CBF, Ricardo Teixeira também é comandante do Comitê Organizador Local da Copa do Mundo de 2014, e recebeu aval do Governo de São Paulo, um dos candidatos a sede da abertura do Mundial, para decidir o estádio que receberá a primeira partida do torneio. Junto a parceiros da Fifa, o COL vai ganhar R$ 900 milhões do Governo Federal em isenções fiscais.

Leia tudo sobre: CBFRicardo Teixeirabrasilseleção brasileira

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG