Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

CBF conversa com europeus por liberação de jogadores para Londres

Quatro clubes foram contatados porque não é obrigatório liberar atletas para as Olimpíadas. Milan será procurado por Thiago Silva

Marcel Rizzo, iG São Paulo |

Mowa / Divulgação
O lateral esquerdo Alex Sandro, ex-Santos e atualmente no Porto, fez sua estreia pela seleção brasileira no amistoso contra o Egito
Uma preocupação de Mano Menezes para a principal competição da seleção brasileira em 2012: convencer os clubes europeus a liberar seus jogadores para a disputa das Olimpíadas de Londres, de 27 de junho a 12 de agosto. O treinador contou que a direção da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) já conversa com times de potenciais convocados para que haja liberação, já que não é obrigatório porque o torneio não é chancelado pela Fifa – pelo regulamento o limite de idade é 23 anos, com exceção de três jogadores.

Leia mais: Neymar pode ser craque inédito no Brasileiro

“Estamos trabalhando com os clubes europeus, para que e se sintam motivados a liberar esses jogadores para estar na Olimpíada. Temos que partir de convencimento dos jogadores, depois dos clubes, e completando com os jogadores brasileiros”, disse Mano Menezes. A CBF já paga o salário dos jogadores quando estes estão defendendo a seleção, portanto o convencimento seria técnico, e não financeiro.

Veja também: Rômulo, do Vasco, sonha com a seleção olímpica

A CBF já conversou com pelo menos quatro clubes: Manchester United, Inter de Milão, Porto e Fiorentina. Os irmãos laterais Fábio e Rafael, do time inglês, o goleiro Neto, da Fiorentina, o atacante Philippe Coutinho, da Inter e Danilo e Alex Sandro, ambos do Porto, são jogadores que estão em uma pré-lista que Mano Menezes e o coordenador das categorias de base, Ney Franco, montaram. Estes atletas já manifestaram interesse de estarem em Londres e, por isso, os clubes foram contatados.

Futuro: Grupo de rejeitados de Mano na seleção aumenta

“Apesar de ser uma seleção sub 23, teremos atletas já consagrados em seus clubes dentro do país e fora também. E será uma competição importante como preparação para a Copa do Mundo de 2014 porque tem formato parecido com o Mundial, além da pressão para o Brasil vencer, já que nunca teve essa medalha de ouro”, disse Mano. O principal jogador, Neymar, acertou permanência com o Santos até 2014 por isso não será problema na convocação.

Há também receio de que atletas acima de 23 anos que possam ser chamados não sejam liberados, como aconteceu em 2008, nas Olimpíadas de Pequim, quando o Milan não enviou Kaká. O time italiano, por sinal, é um dos que será procurado por causa de Alexandre Pato, mas também por causa do zagueiro Thiago Silva, de 27 anos, que está entre os três acima de 23 anos que deve ser convocado – Mano tem dificuldade para encontrar zagueiros neste limite de idade.

Preparação
Nos meses de março, abril e maio de 2012, como não haverá data Fifa para amistosos da seleção principal, Mano deve reunir em treinamentos no Brasil jogadores sub 23. Podem ser realizados até alguns amistosos, mas o treinador só deve contar com aqueles que atuam no país – a negociação para liberar os “estrangeiros” seria até mais complexa do que a que existe para as Olimpíadas.

“Optamos por conduzir o trabalho (seleção principal e seleção olímpica) de forma separada. Vamos precisar treinar a equipe e esses três meses serão importantes para acertar a parte tática e técnica”, disse Mano.

No dia 29 de fevereiro, a seleção principal realizará um amistoso fora do Brasil, com rival ainda não definido – a CBF, por enquanto, descarta ser o Egito novamente, como publicou o site da Fifa.

AFP
Pato (esquerda) e Thiago Silva vão precisar do aval do Milan para jogar em Londres

 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG