Depois da Copa América, seleção terá clássicos contra Alemanha, em agosto, e frente aos dois últimos campeões mundiais

Mano Menezes prefere adversários mais fortes, mas até agora não venceu nenhum
EFE
Mano Menezes prefere adversários mais fortes, mas até agora não venceu nenhum
A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) confirmou nesta terça-feira mais dois amistosos da seleção brasileira para o segundo semestre de 2011. E Mano Menezes não terá facilidade, já que os rivais serão os dois últimos campeões mundiais: a Espanha, líder do ranking Fifa, e a Itália. Os jogos serão em outubro e novembro, na Europa, mas o local ainda não está definido (ambos podem ser em Londres). Antes, em agosto, o Brasil ainda enfrenta a Alemanha, dia 15, em Stuttgart.

Em setembro, ocorre a reedição da Copa Roca, que será chamado de Super Clássico, tradicional torneio do início do século passado entre Brasil e Argentina. Os jogos serão dia 14 (em Buenos Aires) e dia 21, no Brasil, mas a cidade ainda não escolhida. Belém e o interior paulista são candidatos a receber a partida, que só terá jogadores convocados que atuam dentro do Brasil.

Desde que assumiu, em julho de 2010, Mano Menezes tem mesclado jogos contra rivais mais fracos e clássicos. O detalhe é que ele ainda não venceu essas partidas mais complicadas: perdeu para Argentina (1 a 0) e França (1 a 0) e empatou com a Holanda (0 a 0).

"É uma escolha minha ter jogos mais difíceis, para preparar a seleção o melhor possível para a Copa do Mundo (de 2014). Eu poderia só enfrentar rivais mais fracos e chegaríamos em 2014 enganados", disse o treinador depois do empate contra os holandeses, em junho. Na parte fácil dos confrontos, ele venceu EUA (2 a 0), Ucrânia (2 a 0), Irã (3 a 0) e Escócia (2 a 0) e empatou com a Venezuela ( 0 a 0), na estreia da Copa América.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.