Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

CBF anuncia o corte do lateral Rafael para jogo contra Argentina

Nenhum jogador será chamado para o lugar do atleta do Manchester United, que tem uma lesão no tornozelo

iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237860226116&_c_=MiGComponente_C

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) anunciou neste sábado o corte do lateral-direito Rafael, do Manchester United, devido a uma lesão no tornozelo. Assim, o jovem atleta está fora da seleção brasileira que irá enfrentar a Argentina no próximo dia 17 de novembro, em Doha.

O técnico Mano Menezes não chamará outro jogador para o lugar de Rafal, já que não tempo hábil para a obtenção de visto de entrada no Catar e ainda de prazo estabelecido para uma nova convocação.

No jogo do Manchester United contra o rival Manchester City, no meio da semana, o brasileiro se desentendeu com o argentino Carlos Tevez. O duelo entre os jogadores, porém, não poderá acontecer mais no encontro das seleções sul-americanas.

Nesta sexta-feira, a entidade já havia confirmado o corte de Alexandre Pato. O atacante do Milam teve estiramento na coxa, comprovado por exame de ressonância. O médico da seleção brasileira, José Luís Runco, conversou com os médicos do clube italiano e com o próprio jogador antes de efetivar a desconvocação.

Desfalques argentinos
A seleção da Argentina já perdeu dois jogadores que tinham sido convocados pelo técnico Sergio Batista para o amistoso contra o Brasil, na próxima quarta-feira,. Samuel, da Internazionale, e Gabriel Milito, do Barcelona, foram cortados por lesão.

Para o lugar de Samuel, o treinador chamou Nicolás Otamendi. Essa foi a primeira vez que o zagueiro do Porto foi chamado por Batista. O amistoso contra o Brasil será a primeira partida do técnico após ser efetivado no comando da seleção argentina.

Batista trabalha na AFA (Associação Argentina de Futebol) desde 2008 e já dirigiu a equipe olímpica e o time sub-20. Depois da saída de Maradona, o atual treinador assumiu a seleção principal de forma interina e comandou a equipe nos jogos contra Irlanda, Espanha e Japão.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG