Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Cavalieri se dispõe a atuar com 'Flu B' na estreia do Carioca

Goleiro diz que decisão será tomada por Abel Braga, mas que pode atuar para ganhar ritmo de jogo

Renan Rodrigues, enviado iG a Mangaratiba |

Na programação do Fluminense para o primeiro semestre desta temporada, a prioridade é bem clara: a Copa Libertadores da América. Por isso, para a estreia da equipe no Campeonato Carioca, no dia 21 de janeiro, contra o Friburguense, o técnico Abel Braga usará um time de reservas para que os titulares tenham mais uma semana de preparação física visando o torneio internacional.

Mercado da Bola: Veja as últimas transferências do futebol brasileiro

Porém, para um dos titulares da equipe tricolor, a prioridade pode se inverter. O goleiro Diego Cavalieri admite que pode entrar em campo pelo estadual para ganhar ritmo de jogo mais rápido, mas destaca que a decisão será tomada pelo técnico Abel Braga.

Nelson Perez/FluminenseF.C.
Diego Cavalieri treina debaixo de chuva em Mangaratiba

"Todo mundo quer sempre jogar, mas é como falei, a decisão é do treinador e estamos aqui para trabalhar e fazer o que ele manda. Todos os jogadores estão a disposição, ai com o dia a dia, vai do treinador escolher e definir quem vai jogar e quem não vai. O importante é que nosso elenco é um elenco grande, forte, de jogadores de qualidade, onde todos estão disponíveis a todo momento", declarou Cavalieri.

Leia mais: Mudança no departamento de futebol ainda causa desconforto no Flu

Os arqueiros têm sofrido bastante com um treinamento puxado. Na última segunda-feira, o goleiro Léo, promovido das categorias de base, chegou a passar mal com o forte calor e os exercícios seguidos. Nesta terça-feira, o cenário foi o oposto, com uma tempestade. E novamente os goleiros foram exigidos ao máximo. Para Cavalieri, é hora dos atletas entenderem a importância da pré-temporada para o desempenho da equipe durante o ano.

Veja mais: Mesmo com chuva, torcida faz fila para tentar ver treino do Flu

"Como todo mundo diz, começo de ano é muito sacrificante, muito dolorido, complicado, mas nós temos que passar por isso, sabemos que é muito importante para nós, para o seguimento do ano todo. E depois, lá na frente, quando você consegue o objetivo estabelecido, esquece tudo que passou, as dificuldades e as dores", finalizou o goleiro do Flu.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG