Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Catar propõe à Fifa jogos de 3 tempos de 30 min na Copa 2022

Com temperatura média de 44ºC, país busca maneira de driblar o calor para a realização do Mundial

iG São Paulo |

A Fifa (Federação Internacional de Futebol e Associados) recebeu um pedido para que as partidas da Copa do Mundo de 2022, no Catar, sejam jogadas em três tempos de 30 minutos. A mudança serviria para evitar que a saúde dos atletas seja prejudicada pelas altas temperaturas do país, explicou Michael Beavon, engenheiro-chefe da empresa dona da tecnologia de resfriamento que será utilizada na construção dos estádios do Mundial.

A declaração de Beavon foi feita nesta quarta-feira a delegados da Fifa, na Conferência de Infra-estrutura do Catar, em Londres. Segundo o engenheiro, a nova tecnologia de resfriamento do ar é feita a partir de energia solar, não gera emissão de carbono e conseguirá manter a temperatura em torno de 24ºC dentro dos estádios. Para driblar o calor, o país também propõe a criação de nuvens artificiais . A possibilidade da Copa ser realizada em janeiro (mês de temperaturas menores) foi negada pela Fifa .

"Há um pequeno risco de lesão por calor quando a temperatura está entre 24ºC e 29ºC, mas acima disso o risco atinge proporções alarmantes. A Fifa já confirmou que se a temperatura atingir 32ºC, a partida será interrompida e jogada em três tempos de 30 minutos, e não em dois de 45. Isso permite que os jogadores se reidratem mais vezes antes de continuar jogando. Mas é claro que isso provocaria transtornos para as televisões", afirmou Beavon.

Um porta-voz da Fifa, no entanto, negou que a mudança no formato dos jogos já tenha sido confirmada: "Essa possibilidade ainda não foi discutida. Em todo caso, teríamos que modificar as regras do jogo, o que teria que ser analisado e aprovado pela International Board (entidade que controla as regras do futebol)."

As regras dizem que uma partida oficial de futebol deve ter dois tempos de 45 minutos, a não ser que ambos os times entrem em acordo com a arbitragem sobre uma possível redução do tempo de jogo - o que pode fazer com que a partida deixe de ser considerado um jogo oficial e torne-se um amistoso.

Engenheiro elogia a Fifa
Michael Beavon afirmou que uma equipe de inspeção da Fifa foi ao Catar fazer as avaliações quando o país resolveu se candidatar a sede do Mundial. Segundo relatório entregue pela entidade máxima do futebol, a temperatura média foi de 44ºC, condição semelhante ao que deve ser encontrado em 2022.

"Nessas condições, tivemos que demonstrar à Fifa que podemos criar um ambiente confortável e arejado, usando tecnologia com emissão de carbono zero nos estádios", disse o engenheiro. "Não há exigências sobre as condições para os jogadores, mas temos que manter o calor e a humidade controlados. Os jogadores tem que transpirar de maneira regular, e nesse ambiente que vamos criar não há risco", completou.

Divulgação
Engenheiro assegura que as temperaturas nas estádios ficarão em torno de 24ºC, o que agrada a Fifa
"Acho que a Fifa está certo ao se preocupar com uma possível subida de temperatura acima de 29ºC nos estádiso. É muito bom ver que eles levam a segurança dos jogadores em conta, e estou convencido que nosso sistema de resfriamento será 100% confiável", propagandeou Beavon, dizendo também que a tecnologia de resfriamento de sua empresa ainda vai evoluir muito nos próximos 11 anos.

De maneira controversa , o Catar foi eleito sede da Copa de 2022 no último mês de dezembro, derrotando candidaturas favoritas como Austrália, Japão, Coreia do Sul e Estados Unidos. O país promete investimentos gigantes na construções de estádios, rodovias, metrôs e linhas férreas, e assegura que tudo estará pronto com antecedência , bem antes da competição.

*com Reuters

Leia tudo sobre: Futebol MundialCopa 2022CatarFifa

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG