Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Cassano ganha aval para voltar a jogar após cirurgia no coração

Jogador do Milan sofreu um AVC em novembro, foi operado e pode voltar a defender o clube italiano

AE |

selo

Getty Images
Após cirurgia cardíaca, Cassano pode voltar a jogar no Milan
O meia-atacante do Milan e da seleção italiana Antonio Cassano deu um passo, nesta segunda-feira, para poder a voltar a jogar futebol depois de ter sido submetido a uma pequena cirurgia no coração. O clube de Milão informou que uma comissão de especialistas, formada por dez pessoas da Federação Médico Esportiva Italiana, julgou que a condição de saúde do jogador é "favorável" para que ele possa retornar aos gramados.

Leia também: Cassano faz primeiro treinamento com elenco após cirurgia no coração

Cassano, porém, ainda terá de esperar por uma liberação definitiva do próprio instituto médico do Milan, cujo time irá enfrentar o Barcelona nesta terça-feira, na Espanha, no jogo de volta das quartas de final da Liga dos Campeões da Europa.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O jogador de 29 anos foi hospitalizado depois de ter se sentido mal durante um voo de volta para Milão, depois de ajudar a sua equipe a bater a Roma por 3 a 2, em 30 outubro do ano passado, no Estádio Olímpico do capital italiana. Cinco dias depois, ele precisou ser operado para reparar uma pequena má formação cardíaca de seu coração.

RELEMBRE: Milan confirma que Cassano sofreu AVC e será operado

Depois de ser operado no ano passado, ele retornou aos treinos por conta própria em janeiro passado, mas só na última quinta-feira ele começou a realizar atividades ao lado do elenco do Milan.

COMOÇÃO: Comovido pela internação de Cassano, Maradona envia carta ao atacante

Por causa do problema, o Milan contratou o argentino Maxi Lopez para reforçar o seu elenco, pois não sabia até quando ficaria sem poder contar com o meia-atacante, que agora ganhou aval para recuperar a licença que permitirá seu retorno às competições oficiais.

Leia tudo sobre: futebol mundialitáliamilanantonio cassano

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG