Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

De volta ao Coritiba, Keirrison é um enigma para 'ex-chefes'

Dirigentes que trabalharam com atacante acham um mistério como um artilheiro parou de fazer gols

Frederico Machado, iG Belo Horizonte |

O mês de março marcou o retorno do atacante Keirrison para o Coritiba, clube pelo qual já brilhou. Depois de passagens frustradas pelo futebol europeu e por Cruzeiro e Santos, o K9 tenta reencontrar no time paranaense os gols marcados no time paranaense e no Palmeiras. Um bom futebol que chamou a atenção do Barcelona, clube que o contratou em 2009.

Começou então a decadência profissional de Keirrison. O clube espanhol o emprestou para o Benfica, de Portugal, e para a Fiorentina, da Itália. Sem brilho, o jogador voltou para o Brasil, mas não voltou a encantar, seja na Toca da Raposa, seja no CT Rei Pelé. Abriu-se então a porta do mesmo Coritiba que o revelou no final da década passada. O atual contrato é de dois anos.

Dirigentes que trabalharam com Keirrison não entendem os motivos para a decadência de sua carreira.

Leia também: Em má fase, Keirrison volta a vestir a camisa do Coritiba

O jogador está em recuperação de uma cirurgia no ligamento cruzado anterior do joelho direito, além de uma lesão no menisco. No Cruzeiro, o atacante chegou como grande aposta do segundo semestre de 2011, mas disputou apenas oito jogos e marcou um gol, contra o São Paulo, no Brasileirão (veja, na tabela abaixo, como a média de gols do atacante caiu).

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O gerente de futebol do Cruzeiro, Valdir Barbosa, não consegue encontrar explicações para o mau momento do atleta. "Um menino acima da média fora dos gramados, educado e bem articulado. Não sabemos explicar por que não deu certo na Toca da Raposa. Levou azar no Cruzeiro com essa contusão grave, quando começava a melhorar seu desempenho. Mas está voltando para casa e isso pode ser fundamental para ele readquirir a confiança necessária para jogar bola", disse.

Durante sua recuperação, o Cruzeiro ainda pagará os salários do jogador, assim como ficou acertado no período de sua contratação junto ao Barcelona.

O presidente do Santos, Luís Álvaro de Oliveira, contratou o atacante com muitas esperanças, até mesmo pelo bom desempenho que ele mostrava contra o clube do litoral paulista. "Não sei por que ele não deu certo no Santos e por qual motivo vive esse momento na carreira. Um mistério. Era um artilheiro matador no início da carreira e o Santos já foi vítima dele várias vezes. Ficou um gosto de frustração pois esperávamos que ele resolvesse a nossa necessidade", conta o cartola santista.

Clube Jogos Gols Média (gols/jogo)
Coritiba 122 65 0,53
Palmeiras 36 24 0,66
Barcelona (Espanha) 0 0 ------
Benfica (Portugal) 7 2 0,28
Fiorentina (Itália) 12 2 0,16
Santos 32 10 0,31
Cruzeiro 8 1 0,12

Apesar de considerar a decadência do K9 um mistério, Luís Álvaro aponta um dos possíveis motivos para o momento ruim. "Parece ser uma pessoa muito fria. Não é muito vibrante e isso pode ter atrapalhado em alguns clubes", palpita.

E nem mesmo o próprio Keirrison consegue encontrar razões para a queda de rendimento. "Nem mesmo o jogador sabe o que está acontecendo. Ele procura não olhar para trás e só pensa em reencontrar seu futebol no Coritiba. Não sabemos de nenhum problema pessoal, por exemplo, que tenha atrapalhado", revela um dos empresários de Keirrison, Naor Malaquias.

Queda livre
Keirrison foi revelado no Coritiba e os gols sempre foram sua marca. Pelo clube paranaense, foi o maior goleador dos Estaduais de 2006 e 2007. Em 2008, viveu momento excelente e foi o artilheiro do Brasileirão, com 21 gols.

A grande fase fez com que o atacante fosse transferido ao Palmeiras e os gols continuaram (maior média de gols/jogo da carreira), despertando o interesse do Barcelona, que pagou 14 milhões de euros pelo seu passe. Sem espaço no clube catalão, não jogou nenhuma vez e começou seu calvário. Na Europa, foi emprestado ao Benfica, de Portugal, e à Fiorentina, da Itália, sem sucesso. Voltou ao Brasil para atuar no Santos em 2010. Na Vila Belmiro, nunca convenceu e amargou a reserva antes de ir para o Cruzeiro.

Entre para a torcida virtual do Coritiba e comente o retorno de Keirrison ao clube

 

Leia tudo sobre: CruzeiroCoritibaKeirrisonCampeonato Paranaense 2012SantosBarcelona

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG