Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Cartolas anulam contrato da Rede TV!, mas evitam falar em fim do C13

Entidade diz que contrato assinado com a emissora não terá validade e que irá retirar processo contra Globo

Marcel Rizzo e Paulo Passos, iG São Paulo |

O Clube dos 13 anunciou nesta terça-feira que notificou a Rede TV! na última segunda de que todos seus clubes filiados chegaram a um acordo com a Rede Globo. Com isso, se encerra com vitória dos dissidentes sobre Fábio Koff , presidente da entidade, o impasse a respeito dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro entre 2012 e 2014.

Em reunião realizada na sede do C13 com as 20 equipes filiadas , ficou definido que o contrato assinado com a Rede TV! após licitação em março não terá validade. A entidade irá ainda retirar o processo na STE (Secretaria de Direito Econômico) contra a Globo.

“Não é o fim da entidade (C13). Apenas ficou acertada a vontade da maioria dos associados”, disse o presidente do Palmeiras, Arnaldo Tirone. O clube é um dos que não aceitou o contrato com a Rede TV!

Internacional, Atlético-MG, Atlético-PR e São Paulo, os quatro times que se mantinham fiel ao C13, devem anunciar nos próximos dias a assinatura do contrato com a Globo. Na última segunda, em carta assinada por Juvenal Juvêncio, os paulistas comunicaram a saída da vice-presidência da entidade.

Único dirigente que ainda critica abertamente a Globo, Alexandre Kalil, do Atlético-MG, admitiu que seu clube terá que fechar com a empresa. “Agora é enfiar a viola no saco e ir embora. Cada clube que engula seu sapo da melhor forma”, disse o mandatário atleticano. “Eu não me reúno mais com a Globo, mas já nomeei uma comissão para acertar com a empresa”.

Flickr/Clube Atlético Mineiro
Alexandre Kalil escolheu Emir Cadar, presidente do Conselho Deliberativo, para fazer parte da comissão que vai negociar com a Rede Globo
Entenda o caso:

Em outubro de 2010, a Rede Globo e o Clube dos 13 assinaram um TCC (Termo de Compromisso e Cessação), em que se comprometiam a cumprir algumas determinações impostas pelo Cade. O órgão do Ministério da Justiça obrigou a emissora a abrir mão do direito de preferência que tinha até então, quando podia cobrir uma oferta de uma concorrente e levar o Brasileiro. Já o C13 se comprometeu a realizar uma concorrência aberta a todas as empresas, com propostas sendo feitas através de envelopes fechados e separação das mídias (TV aberta, TV fechada, pay-per-view, internet e telefone celular).

Um dia antes do Clube dos 13 divulgar as regras da concorrência para venda dos direitos de transmissão do Brasileiro, de 2012 a 2014, o Corinthians anunciou que deixaria a entidade. O presidente do clube paulista, Andrés Sanchez, disse que iria negociar em separado com as empresas interessadas em exibir os jogos do time.

A medida provocou um racha na entidade, já que outros clubes seguiram a decisão do clube paulista. Atual detentora dos direitos de transmissão do Brasileiro, a Rede Globo enfraqueceu ainda mais o Clube dos 13 ao anunciar que não participaria da concorrência organizada pela entidade.

Apesar de já não contar com o apoio de mais da metade dos filiados, o C13 realizou a licitação, que teve como único concorrente a Rede TV!. A emissora ofereceu R$ 516 milhões por ano para transmitir os jogos do Brasileiro na TV aberta e venceu a concorrência.

Divulgação
Marcelo Campos Pinto, da Globo, e presidente do Grêmio, Paulo Odone, na assinatura do contrato
Mesmo com o anuncio do resultado da licitação e da assinatura do contrato com a emissora, mais clubes passaram a negociar com a Rede Globo. O Grêmio foi o primeiro a firmar acordo com a emissora, ignorando o C13. Outros clubes seguiram o mesmo caminho e 13 filiados do C13 já anunciaram acordo com a empresa. Os valores dos contratos não foram divulgados.

O Clube dos 13 tentou pressionar o Cade para impedir os acordos individuais assinados pelas equipes com a Globo. O órgão, entretanto, respondeu a petição da entidade informando que não poderia intervir nas negociações, mas solicitou à empresa que enviasse os contratos para análise.

Vale lembrar que a disputa não muda nada em relação ao Campeonato Brasileiro deste ano, que será transmitido pela Globo e Bandeirantes. Os acordos que estão sendo negociados valem para a exibição das partidas a partir de 2012. 

*Colaborou Pedro Taveira

Leia tudo sobre: clube dos 13cbfrede globorede tv

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG