Ex-jogador disse que não houve controle na partida que garantiu a vaga para Argentina no Mundial de 1994

Maradona e Julio Grondona em 2008, quando o astro assumiu o comando da seleção argentina
Getty Images
Maradona e Julio Grondona em 2008, quando o astro assumiu o comando da seleção argentina
Após Maradona ter revelado que não houve controle antidoping na repescagem das eliminatórias para a Copa do Mundo de 1994 , o presidente da AFA (Associação Argentina de Futebol), Julio Grondona, confirmou o fato. O cartola afirmou que sabia que não houve controle e alegou que isso ocorreu para proteger o ex-camisa 10 da seleção argentina.

“Maradona não esteve nas Eliminatórias e vinha de um problema com doping”, afirmou Grondona à agência DPA. “Quem sabe se equivocadamente, com o temor de que poderia acontecer alguma coisa, tratei de que o último jogo não fosse com controle porque vinham jogadores que não estavam no país e uns podem não saber o que tomar e o que deixar de tomar”, completou o cartola.

Getty Images
Argentina de Maradona precisou superar a Austrália na repescagem para ir à Copa de 1994
Segundo Maradona, Grondona sabia que o time entraria em campo dopado naquele jogo. O dirigente, no entanto, negou. Em Sydney o duelo terminou empatado em 1 a 1, e em Buenos Aires a Argentina venceu por 1 a 0 com gol de Gabriel Batistuta. Os resultados garantiram a classificação da equipe para a Copa do Mundo dos Estados Unidos.

“Por que não houve antidoping na partida com a Austrália se havíamos tido em todas as partidas?", disse Maradona, em entrevista à TV América. "O que acontece é que para jogar com a Austrália te davam um café veloz. No café punham algo e por isso corríamos mais".

“Nós, então, nos colocamos de acordo com a Austrália. E sabendo de tudo, porque os meios de comunicação também estavam sabendo que havia o problema do doping. Porque um jogador pode pegar um resfriado um dia antes e não se pode dar uma injeção ou tomar algo que possa dar positivo no exame. Essa foi a intenção, eles me entenderam e houve a decisão de que tanto em Buenos Aires como na Austrália não haveria controle de doping”, afirmou o Julio Grondona.

Maradona jogou o Mundial 1994, mas após a segunda partida foi suspenso por uso de substancias proibidas pela Fifa. A Copa nos Estados Unidos foi a última disputada pelo ex-camisa 10.

Em 2010, na África do Sul, Maradona voltou a um Mundial como treinador. Após a eliminação da Argentina, o astro foi demitido por Grondona. Desde então, os dois estão brigados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.