Time sai perdendo, empata o jogo e se classifica para enfrentar o Coritiba na semifinal da Copa do Brasil

O bonde sem freio parecia que iria engrenar mais uma vez. Mas a carroça desembestada surgiu de onde não se imaginava para vencer a disputa por uma vaga na semifinal da Copa do Brasil. Depois de perder o jogo de ida por 2 a 1 , no Engenhão, o Flamengo até saiu em vantagem e chegou a fazer 2 a 0 na noite desta quarta-feira, no Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza, mas o Ceará reagiu empatou por 2 a 2 e vai enfrentar o Coritiba para decidir um dos finalistas da competição.

O time paranaense perdeu por 2 a 0 para o Palmeiras , mas garantiu a classificação.

iG Flamengo no Twitter: saiba tudo sobre seu time

O jogo começou como se esperava, com o Flamengo partindo para cima, afinal havia a necessidade de marcar pelo menos dois gols. Com uma verdadeira blitz, o time mostrou um repertório de ataque ainda não visto nesta temporada, com boas jogadas, principalmente nos pés de Thiago Neves .

Logo aos quatro minutos, Wanderley levou perigo com um chute de longe. Thiago Neves, em seguida, obrigou Fernando Henrique a fazer boa defesa. O Ceará ameaçou numa jogada em que Felipe precisou dividir a bola com Thiago Humberto dentro da área. Depois, Washington cabeceou para fora.

O gol do Flamengo parecia mais perto. Bottinelli perdeu uma chance incrível, mas, aos 19, o time finalmente abriu o placar. Ronaldinho Gaúcho deu um passe sensacional para Thiago Neves tocar no canto direito de Fernando Henrique e abrir o marcador. Não demorou e Thiago Neves acertou um belo chute para fazer 2 a 0, aos 27, resultado que classificaria o time carioca.

O Ceará, então, entrou no jogo com a ajuda do técnico Vagner Mancini, que substituiu o lateral-esquerdo Vicente pelo atacante Osvaldo. Foi ele que cobrou a falta para Washington, de cabeça, diminuir o placar, aos 36, e sofreu o tranco de Ronaldo Angelim, que acabou expulso ao receber o segundo cartão amarelo. Na sequência da jogada, Washington empatou, aos 42.

Vale lembrar que Washington seria reserva nesse jogo. Ele ganhou a vaga depois de Marcelo Nicácio ser retirado da concentração por não ter chegado a um acordo de renivação do seu contrato, que termina no dia 15.

O Flamengo sentiu o golpe e passou a reclamar demais da arbitragem. Mesmo assim, ainda encontrou forças no fim do primeiro tempo para criar um grande chance, em jogada de Leonardo Moura, que o zagueiro salvou e Wanderley cabeceou na trave no rebote, aos 46.

Na saída para o intervalo, alguns jogadores do Flamengo foram falar com o árbitro e acabaram sendo agredidos pelos policiais, o que causou um grande tumulto. O técnico Vanderlei Luxemburgo, que entrou em campo para evitar mais confusão, foi expulso.

Mesmo com um jogador a menos, o Flamengo continuou sendo perigoso no segundo tempo. Wanderley teve duas boas chances aos seis e nove minutos. Aos 19, o atacante fez ótima jogada e cruzou para Thiago Neves, dentro da área, mas Fernando Henrique conseguiu fazer grande defesa.

O Flamengo corria muito para suprir a ausência de um jogador e o Ceará tinha dificuldade para trocar passes. Aos 27, Thiago Neves quase marcou. A resposta aconteceu aos 29, quando Eusébio chutou de longe e Felipe fez uma grande defesa. O Ceará ainda teve chances de matar o jogo, mas nem precisou. O empate foi suficiente para levar o time a mais uma semifinal de Copa do Brasil.

O ambiente do Fla não é dos melhores após a eliminação, mas o Ceará é todo sorrisos
Milton Trajano
O ambiente do Fla não é dos melhores após a eliminação, mas o Ceará é todo sorrisos

FICHA TÉCNICA - CEARÁ 2 x 2 FLAMENGO
Local:
Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza
Data: 11 de maio de 2011, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (DF)
Assistentes: Roberto Braatz (PR) e Marrubson Freitas (DF)
Cartões amarelos: Diego Macedo, Michel (Ceará), Willians, Egídio, Welinton, Felipe (Flamengo)
Cartões vermelhos: Ronaldo Angelim (Flamengo)

GOLS
Ceará:
Washington, aos 36 e 42 minutos do primeiro tempo
Flamengo: Thiago Neves, aos 19 e 27 minutos do primeiro tempo

CEARÁ: Fernando Henrique, Boiadeiro (Diego Macedo), Fabrício, Erivélton e Vicente (Osvaldo); Michel, João Marcos, Thiago Humberto (Eusébio) e Geraldo; Iarley e Washington
Técnico: Vágner Mancini

FLAMENGO: Felipe, Leonardo Moura (Fierro), Wellington, David e Ronaldo Angelim; Willians (Negueba), Renato, Thiago Neves e Bottinelli (Egídio); Ronaldinho Gaúcho e Wanderley
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.