Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Carrasco de Ceni completou 100 gols no mesmo dia que o goleiro

Atacante Geovanni, que impediu título do São Paulo na Copa do Brasil de 2000, chegou à marca pelo Vitória

iG São Paulo |

O goleiro Rogério Ceni não foi o único jogador brasileiro a celebrar a marca de 100 gols na carreira no último domingo. Coincidentemente, um dos grandes carrascos da carreira do camisa 1 são-paulino, o atacante Geovanni, atualmente no Vitória, também comemorou seu centésimo, no triunfo por 3 a 1 sobre o Feirense, pelo Campeonato Baiano.

Geovanni marcou duas vezes na partida e o primeiro, em cobrança de pênalti, foi o centésimo de sua carreira. No ano 2000, ele impediu a conquista por Ceni e pelo São Paulo de um dos poucos títulos que ambos não possuem até hoje.

nullSão Paulo e Cruzeiro se enfrentaram na final da Copa do Brasil daquele ano e, depois de um empate por 0 a 0 no jogo de ida no Morumbi, o time paulista estava conquistando o título com um empate por 1 a 1 no Mineirão. Mas aos 43 minutos do segundo tempo, em cobrança de falta, Geovanni marcou o gol que deu a taça à equipe mineira.

Ao comemorar o próprio feito, Geovanni lembrou de Ceni. “Chegar a cem gols não é fácil como atacante, imagina como goleiro. Fico feliz por ele ter atingido essa marca tão significativa na carreira. Fiquei muito feliz com a minha marca, normalmente coisas assim demoram a chegar quando a gente está perto e graças a Deus comigo veio logo. Foram somente três jogos de espera”, afirmou.

Dos 100 gols de Geovanni, 46 foram marcados pelo Cruzeiro, clube no qual iniciou a carreira, 23 pelo Benfica, e 31 por sete outras equipes, incluindo o próprio Vitória, o Barcelona, o Manchester City e a seleção brasileira sub 17. Para chegar à marca, o atacante precisou de 525 jogos.

Leia tudo sobre: rogério cenisão paulogeovannivitória

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG