Treinador evita detalhes, mas promete adaptar o time ao estilo do camisa 9 e evita pressionar por estreia

Embora a data da estreia do atacante Luis Fabiano com a camisa do São Paulo continue indefinida, o técnico Paulo César Carpegiani não esconde a ansiedade em contar com o jogador. E, embora disfarce, o comandante admite que a equipe passará por mudanças, principalmente táticas, quando ele estrear.

Siga o iG São Paulo no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

“Ele tem uma característica para jogar de centroavante e nós temos que moldar isso no time para saber tirar proveito dessa característica. É um pouco diferente do Dagoberto. Não vai mudar muito, mas muda um pouco sim”, explicou Carpegiani, destacando que essas mudanças não significam que o time jogará em função do camisa 9. “Tenho que me adaptar e fazer o estilo de jogo de acordo com todos os meus jogadores”.

O comandante são-paulino admitiu que a atual formação ofensiva da equipe, apostando em jogadores de velocidade e sem uma referência na área, foi a solução encontrada pela ausência de um típico “matador”. Mas enquanto Luis Fabiano não adquire condições de jogo, Carpegiani tenta minimizar o excesso de chances perdidas pelos atacantes que tem jogado.

“Não é tão complexo assim. Eu estaria muito mais preocupado se não estivesse criando, se chegasse uma ou duas vezes e errasse. Mas estamos criando e se eu alimentar isso e criar um bicho de sete cabeças a tendência é piorar. Estamos fazendo poucos gols? Posso admitir que sim, mas no momento adequado vamos fazer”, afirmou.

Sobre o aguardado retorno de Luis Fabiano, o treinador deixou a decisão totalmente nas mãos do próprio jogador e do departamento médico . “Há uma expectativa sempre colocada do retorno, mas não gostaria de tecer qualquer comentário. Vamos dar tranquilidade pra ele. Quando vai ser possível ele jogar é o departamento médico e o Luis que vão decidir”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.