Antes de enfrentar Mirassol, treinador avisa que fechará treino antes do jogo de volta da Copa do Brasil

No discurso ensaiado, o São Paulo, claro, diz que só vai se preocupar com o jogo de volta contra o Santa Cruz pela Copa do Brasil depois do confronto de domingo com o Mirassol pelo Campeonato Paulista. Nas entrelinhas, porém, é possível perceber que a prioridade da equipe - mesmo que isso não se reflita em jogadores sendo poupados - é o torneio nacional.

O técnico Paulo César Carpegiani já revelou, por exemplo, que vai impedir a entrada da imprensa no treino da próxima terça-feira, véspera do jogo contra o Santa Cruz. Ele reconhece que um pouco de mistério será importante para tentar surpreender o adversário e conseguir a vitória por dois gols de diferença que garante a classificação.

“Na terça-feira o treino será fechado. Eu valorizo vocês [jornalistas], que estão bastante espertos. Por isso preciso realmente guardar algumas coisas. De detalhasse muito estaria entregando o meu time. Se vou fechar devo ter uma explicação, não quero mostrar como é que eu vou modificar alguma coisinha em função da forte marcação deles”, disse.

Carpegiani afirma acreditar plenamente na classificação são-paulina e admite que uma eliminação seria frustrante. “Seria. Mas, modestamente e humildemente eu falo que não me passa isso pela cabeça. Tenho falado para os jogadores que temos que pensar nesse jogo a partir de segunda-feira. Mas tenho confiança de que apesar de ser um adversário duro e difícil, nós temos condição de passar”.

Mais um indício de como o Santa Cruz está na cabeça dos são-paulinos foi o comentário do treinador sobre a forte marcação exercida pelo rival no jogo de ida, no Recife. Carpegiani criticou especialmente a marcação individual de Everton Sena em cima do meia Lucas.

“Quero aproveitar pra dizer que a arbitragem seja digna do futebol. O Lucas foi cassado em campo. Tem marcação que é forte, serve de aprendizado, mas aquele jogo foi uma pancadaria. A arbitragem deixou o jogo correr. Espero que quarta-feita seja rigorosa para os dois lados, mas não compatível com a deslealdade, porque teve lances que o menino sofreu bastante, até sem a bola”, disse o técnico.

Com o estádio do Morumbi já inteditado para a instalação da estrutura para três shows da banda irlandesa U2, as duas próximas partidas do São Paulo, contra Mirassol e Santa Cruz, serão realizadas na Arena Barueri. A primeira, já neste domingo e a segunda na noite de quarta-feira.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.