Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Carpegiani lamenta sugestão de Roger para entregar contra o Fluminense

Depois, falam que São Paulo e Palmeiras não devem entregar o jogo para o Fluminense. Espero que entreguem, declarou o cruzeirense

Gazeta Esportiva |

Irritado com a derrota por 1 a 0 diante do Corinthians na noite do último sábado, o meia Roger sugeriu a São Paulo e Palmeiras entregarem seus jogos ao Fluminense. Paulo César Carpegiani, treinador do time do Morumbi, condenou as declarações do jogador do Cruzeiro.

"Eu só posso lamentar. Lamento profundamente que esse tipo de colocação tenha partido de um profissional", declarou o comandante do São Paulo, que enfrenta o Fluminense às 17 horas (de Brasília) do próximo domingo, na Arena Barueri, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Corinthians e Cruzeiro entraram em campo no Pacaembu com os mesmos 60 pontos. Nos minutos finais da partida, Ronaldo dividiu com o zagueiro Gil dentro da área e o árbitro Sandro Meira Ricci assinalou pênalti. Na cobrança, o centroavante marcou o gol que levou a equipe à liderança isolada do Campeonato Brasileiro.

Roger, substituto do lesionado Montillo no segundo tempo, reclamou de forma ríspida. "Depois, falam que São Paulo e Palmeiras não devem entregar o jogo para o Fluminense. Espero que entreguem", declarou o meia, ex-jogador do time das Laranjeiras.

Com 62 pontos ganhos, o Fluminense está a um do Corinthians e aparece no segundo lugar da tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. Nas últimas três rodadas, o time treinado pelo técnico Muricy Ramalho enfrenta São Paulo, Palmeiras e Guarani.

Em sua passagem pelo Parque São Jorge na temporada de 2007, Paulo César Carpegiani afastou Roger do elenco por motivos disciplinares. No Corinthians, o meia ganhou o apelido de "Chinelinho" de alguns torcedores pelo tempo passado no departamento médico.

Campeão brasileiro com a camisa do Corinthians na temporada de 2005, Roger ainda sugeriu a existência de um "esquema" para beneficiar o clube após a derrota do último sábado, insinuação que causou a ira de Andres Sanchez, atual presidente alvinegro.

Leia tudo sobre: campeonato brasileirocruzeirosão paulo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG