Com aproximação do centésimo gol, treinador relembra que o goleiro ¿deslanchou¿ com sua chegada em 1999

Com o gol marcado na estreia do Paulistão contra o Mogi Mirim, Rogério Ceni está mais próximo de marcar o seu centésimo, entre gols de falta e de pênalti. E o atual treinador do camisa 1, Paulo César Carpegiani, destacou a própria participação nesta história, em sua primeira passagem como comandante do São Paulo, em 1999.

“Recordo que quando eu cheguei [em 1999] o Rogério estava proibido de bater falta e eu incentivei ele a bater. Você não pode privar uma característica positiva de um jogador, tem que tirar tudo o que ele tem de melhor”, afirmou Carpegiani.

A declaração do atual treinador foi uma referência à postura excessivamente disciplinar de seu antecessor na primeira passagem pelo clube, Mário Sérgio, que ficou pouco tempo no comando do clube, mas que chamou a atenção principalmente por vetar que Rogério Ceni fizesse cobranças de falta.

Nas contas do São Paulo, Rogério Ceni está a quatro gols de seu centésimo pelo clube
AE
Nas contas do São Paulo, Rogério Ceni está a quatro gols de seu centésimo pelo clube

Sob o comando de Carpegiani durante toda a temporada em 1999, Ceni teve aquele que, até então, foi seu melhor ano como goleiro-artilheiro. Marcou cinco vezes. A marca, porém, durou pouco, já que em 2000 ele já marcou oito gols. E o recorde na carreira veio apenas em 2005. No ano mais vitorioso de seus 20 no São Paulo, ele venceu o Paulistão, a Libertadores, o Mundial e ainda marcou 21 vezes.

O gol contra o Mogi foi o 96º segundo as estatísticas do próprio São Paulo. Já para a Fifa, o número considerado oficial, excluindo dois jogos amistosos, é de 94 gols. Independente disso, outros atletas do elenco mostram admiração pela marca e querem ajudar o camisa 1 na busca pelo centésimo gol.

“A gente espera ajudar. Ele falou que não importa muito esse negócio na carreira, mas é sempre bom ficar na história. É um cara fantástico, que nos ajuda bastante, e vamos tentar ajudar ele também. Ele é um especialista e a gente sempre fica confiante no gol quando ele vai bater”, disse o atacante Marlos.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.