Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Carpegiani busca primeiro triunfo decisivo, e Tite, primeira vitória

Treinadores de São Paulo e Corinthians no clássico deste domingo têm históricos de resultados negativos contra os rivais

Bruno Winckler e Levi Guimarães, iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237861438693&_c_=MiGComponente_C

O clássico deste domingo entre São Paulo e Corinthians terá duelos como o de Ronaldo contra Alex Silva e Miranda e Ricardo Oliveira contra Chicão e William. Mas outro confronto particular acontece no banco, entre Paulo César Carpegiani e Tite. E se no confronto entre as duas equipes existe um tabu de três anos e oito meses favorável ao Corinthians, em relação aos treinadores a vantagem é do são-paulino.

Este será o primeiro confronto entre as duas equipes desde que Carpegiani chegou ao São Paulo, no início de outubro, e Tite ao Corinthians, duas semanas depois. Contudo, os dois treinadores já tiveram outras passagens pelos clubes. Em 1999, Carpegiani enfrentou o Corinthians oito vezes e venceu duas. Já Tite encarou o São Paulo em quatro oportunidades e nunca venceu.

Essa vantagem de Carpegiani, no entanto, fica só nos números. Isso porque naquele ano, foi justamente o clube do Parque São Jorge o responsável pelos piores resultados do treinador. No Campeonato Paulista, o São Paulo fez 3 a 0 na primeira fase, mas acabou eliminado pelo rival nas semifinais ao sofrer uma goleada por 4 a 0 e empatar o segundo jogo por 1 a 1. No final do ano, pelas semifinais do Brasileirão, veio outra eliminação, desta vez com duas derrotas, por 3 a 2 e 2 a 1, com direito a dois pênaltis perdidos por Raí no jogo de ida.

 

AE
No comando do Corinthians, Tite disputou três jogos contra o São Paulo, com dois empates e uma derrota
 
Tite, por sua vez, estreou e se despediu do Corinthians em jogos contra o São Paulo na sua primeira passagem pelo Parque São Jorge entre 2004 e 2005. Pelo primeiro turno do Brasileirão de 2004, um empate por 1 a 1 no clássico foi o resultado no primeiro jogo do treinador. No Paulistão do ano seguinte, uma derrota por 1 a 0 para o mesmo adversário acarretou na demissão do treinador. Houve ainda uma outra partida pelo segundo turno do Brasileirão de 2004, com empate por 0 a 0.

Sabendo da necessidade de acabar com esse tabu contra o rival para aproximar o Corinthians do título nacional deste ano, Tite tenta ignorar os números. Não penso nisso. O que existe é o grande objetivo de conquistar o título vencendo um grande jogo. Estatística não vence jogos, serve só para municiar o clima do jogo de alguma forma, jornalisticamente falando. Mas não interfere, ninguém sai vencedor antes do jogo, ainda mais num Corinthians e São Paulo, disse o treinador corintiano.

Para Carpegiani, apesar de já ter vencido o Corinthians como técnico do São Paulo em outras oportunidades, um triunfo neste domingo poderia ser considerado o primeiro em uma decisão, já que o resultado é fundamental para manter o clube do Morumbi vivo na luta por uma vaga na Copa Libertadores. Domingo vai ser uma decisão. É uma situação incômoda, não tem outro resultado para buscarmos que não seja a vitória. Futebol tem lógica, mas entre duas equipes de grande tradição deixa de ter, disse o são-paulino.

São Paulo e Corinthians entram em campo na tarde deste domingo, a partir das 17h, no estádio do Morumbi. Atualmente, os comandados de Tite ocupam a vice-liderança do Brasileirão com 57 pontos conquistados. O São Paulo vem sete pontos atrás e está na sétima posição.

Leia tudo sobre: campeonato brasileirocorinthiansfutebolsão paulo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG