Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Carlos Alberto teve uma polêmica a cada dez dias de Grêmio

Jogador foi dispensado do Olímpico após discussões, atraso a treino, expulsão e um gol em 12 jogos

Hector Werlang, iG Porto Alegre |

Hector Werlang
Auxiliar Alexandre Mendes chamou atenção de Carlos Alberto
A rescisão de contrato de Carlos Alberto foi o último capítulo da sua tumultuada passagem pelo Grêmio. Por 84 dias, desde o anúncio da contratação, o jogador foi notícia muito mais por problemas comportamentais do que pelo futebol em campo: oito episódios ganharam as manchetes, o que dá, em média, uma polêmica a cada dez dias.

Outros casos não ganharam repercussão, porém, ajudam a entender a decisão da direção do clube gaúcho. Carlos Alberto se atrasou para um treino, seu comportamento nos voos das viagens do clube gerou reclamações de aeromoças e boatos pautaram o dia-a-dia dele no Olímpico.

Basta ver que o meia fez um gol em 12 jogos e não conseguiu se firmar como titular apesar das inúmeras oportunidades dadas por Renato Gaúcho, que bancou a contratação mesmo a direção tendo negado interesse após a dispensa do Vasco – o jogador brigou com o presidente Roberto Dinamite.

O iG relembra os casos nesta matéria. A reportagem tentou sem sucesso contato com o jogador via sua assessoria de imprensa.

27 de abril
No Twitter citou, indiretamente, o flamenguista Felipe, se dizendo homem o suficiente para assumir o que faz, já que o goleiro teve seu perfil usado por um primo que postou manifestações contra rivais. O goleiro do clube carioca, posteriormente, disse que recebeu ligação de Carlos Alberto sobre o tema. Mais uma vez, o ex-gremista xingou torcedores com palavrões.

26 de abril
Na derrota por 2 a 1 para a Universidad Católica, na Libertadores, a última partida, o jogador entra no segundo tempo. Tem atuação discreta, mas provoca tumulto ao cobrar falta que deveria ser batida por Neuton. Renato reclama e o zagueiro responde ao treinador apontando para o colega – Carlos Alberto já tinha tentado bater pênalti, contra o Veranópolis, pelo Gauchão, sendo que Borges é o cobrador oficial.

11 de abril
Ao retornar da folga, o jogador alega ter resolvido os problemas pessoais. Dá entrevista. Diz estar feliz e concentrado em jogar futebol. Uma pergunta do repórter Luís Henrique Benfica, do jornal Zero Hora, sobre a fama de bad boy, porém, irritou o jogador: "Não posso conversar com você. Daqui a pouco vou perder o respeito de homem e você não vai aguentar comigo. Está tudo acabado". O atleta abandonou a entrevista.

4 de abril
Carlos Alberto é liberado para resolver problemas particulares no Rio de Janeiro. Folga dura uma semana. Renato Gaúcho define a situação pessoal do jogador como grave.

Milton Trajano
Apesar de viver dizendo que mudou de comportamento, Carlos Alberto continua envolvido em polêmicas

31 de março
Era um simples jogo-treino contra o Canoas no Olímpico. Carlos Alberto, voltando de lesão muscular, porém, discute com vários rivais. Tem a atenção chamada pelo auxiliar Alexandre Mendes. Renato Gaúcho estava no Rio de Janeiro para a disputa do Mundial de Futevôlei.

17 de março
Na comemoração do gol contra o Léon, pela Libertadores, Carlos Alberto devolve a provocação de Damião. Imita o goleiro Kidiaba, do Mazembe, que eliminou o Inter no Mundial de Clubes 2010. Comportamento foi reprovado por alguns dirigentes. O jogador alega: "Foi uma brincadeira normal. Sem violência. Não vejo mal nenhum nisso. No Rio de Janeiro é dessa forma".

13 de março
Carlos Alberto usa o Twitter para reprovar comemoração de gol de Leandro Damião, do Inter, que havia ironizado o tempo de acréscimo da partida entre Grêmio e Caxias pelo Gauchão. "Leandro Damião, mais respeito. Está começando agora e não é assim e a gente respeita vocês!! Escuta mais o Kleber, o Guiñazu, o Zé Roberto e o Índio!", escreveu o ex-gremista. Ele também xingou torcedores colorados. Usou palavrões e disse que o vermelho era a cor do inferno.

12 de março
Único titular na derrota para o Cruzeiro, o meia é expulso ao simular pênalti. Alega ter sido ofendido pelo árbitro Márcio Coruja: "O que ele disse pra mim não vale nem comentar. Foi um monte de bobagem. A direção vai resolver". Renato Gaúcho também é expulso ao invadir o campo para protestar contra a arbitragem.

Leia tudo sobre: grêmiocarlos albertovascorenato gaúcho

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG