Tamanho do texto

Zagueiro assumiu a braçadeira no time de Mano Menezes no amistoso contra o Egito, vencido por 2 a 0

selo

Capitão do Brasil no último amistoso do ano, Thiago Silva comemorou o "final feliz" da seleção, com a vitória sobre o Egito por 2 a 0 , em Doha. Para o zagueiro, o bom resultado na despedida de 2011 ofusca os tropeços do primeiro semestre.

"O começo foi complicado. Sabíamos que trocando quase o time todo seria complicado e foi assim. Mas no segundo semestre trabalhamos bem e acho que temos uma identidade fixa. Nos achamos mais no toque de bola, o que não conseguíamos no começo. A última impressão é a que fica e esperamos que possamos começar assim em 2012", avaliou o defensor, em entrevista à TV Globo.

Satisfeito com o final de temporada, Thiago Silva prevê um 2012 "diferente". "Pelo ano que tivemos em 2011, com começo complicado e final feliz, a tendência é que comece tudo diferente. Com mais posse de bola, ataque marcando. A maioria dos jogadores que atuam no Brasil fazem falta, mas nem tanto porque os jogadores que entram dão conta do recado", projetou.

A vitória sobre o Egito, nesta segunda, pode ser atribuída em parte às boas atuações da dupla Jonas e Hulk. Foi uma jogada do segundo que gerou o gol brasileiro no primeiro tempo. Jonas, que também anotou o segundo, apenas escorou o chute cruzado do companheiro de ataque, balançando as redes pela primeira vez com a camisa da seleção.

"Graças a Deus o gol saiu hoje. Estamos mantendo o que a gente fez diante do Gabão. Ele [Hulk] fez a jogada ali. Metade do gol foi dele", disse o ex-jogador do Grêmio, que também formou dupla de ataque com Hulk no amistoso da semana passada. "Você ganha mais confiança quando começa a jogar mais", afirmou Hulk.