Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Capitão Réver explica “lei do silêncio” no intervalo

Jogadores optaram por não conceder entrevistas no final do primeiro tempo, mesmo à frente do placar

Frederico Machado, iG Belo Horizonte |

Uma cena chamou a atenção no clássico entre Atlético-MG e América-MG, na Arena do Jacaré. Quando o juiz apitou o final do primeiro tempo, os jogadores do Atlético-MG se reuniram no centro do gramado e deixaram o campo juntos, sem falar com a imprensa.

Siga o iG Atlético-MG no Twitter e receba todas as informações do seu time

Depois do protesto da torcida no aeroporto de Confins, na chegada de Fortaleza, nenhum jogador concedeu entrevistas na Cidade do Galo na última sexta-feira. Somente no sábado os atletas voltaram a falar com os jornalistas.

Entre para a Torcida Virtual do Atlético-MG e convide seus amigos

Depois da vitória sobre o América-MG, o capitão Réver explicou porque os jogadores não falaram durante o intervalo.

“Os jogadores decidiram isso. Nos reunimos no centro do campo, e decidimos sair juntos, falar só no final do jogo. Todo mundo estava chateado, querendo mostrar para a torcida que podíamos melhorar. Não é protesto nem nada. É só pela situação que estávamos. Optamos por não falar no jogo e demonstrar dentro de campo”, revelou o zagueiro atleticano.
 

Leia tudo sobre: Atlético-MGBrasileirão 2011Réver

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG