Tamanho do texto

Fábio Rochemback lamentou falta de companheiro para ajudar a marcar no meio-campo

Gazeta Press
Paulo Odone criticou atuações do time
Todos os jogadores do Grêmio que se manifestaram concordaram com as críticas do presidente Paulo Odone após o empate com o León pela Libertadores . Líder do grupo, o capitão Fábio Rochemback , porém, não gostou do debate público sobre as atuações irregulares da equipe na temporada e revelou como gostaria que o tema fosse tratado:

"Não tem crise, e qualquer problema o Grêmio resolve no vestiário."

Odne havia dito que, com o futebol apresentado, a equipe de Renato Gaúcho não conseguirá ser campeã da Libertadores. Rochemback concordou que a apresentação, especialmente no primeiro tempo contra o time peruano, deixou a desejar. Para o volante houve melhora no segundo tempo.

"É difícil sair atrás no placar, mas buscamos o empate", disse o jogador.

Apesar de não reclamar de ser o único marcador no meio-campo, o atleta disse que a equipe ainda precisa se acostumar a esta nova formação. Adilson, o outro volante escalado por Renato, está machucado desde que torceu o tornozelo esquerdo. Carlos ALberto vem atuando na sua vaga.

"Adilson vinha jogando e se machucou. Paciência. Renato tem consciência do que precisa melhorar", encerrou Fábio Rochemback.