Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Capello afirma "discordar completamente" de punição a Terry

Treinador da seleção inglesa afirma que perda do posto de capitão não pode acontecer antes da conclusão do julgamento do zagueiro

Gazeta |

Comandante da seleção inglesa, o técnico Fabio Capello demonstrou não concordar com a posição da FA (Associação de Futebol da Inglaterra, na sigla em inglês), que decidiu tirar a faixa de capitão do zagueiro John Terry, acusado de ter tido atitudes racistas ao zagueiro Anton Ferdinand, do Queens Park Rangers.

Leia também: Após acusação de racismo, Terry perde faixa de capitão da Inglaterra

Entendendo que a punição deveria ocorrer apenas após a definição do julgamento, marcado para julho, o italiano disse que ainda considera o experiente jogador do Chelsea como o capitão do English Team.

"Eu discordo completamente com a FA sobre a decisão de tirar a faixa de capitão de John Terry e comuniquei isso ao David Bernstein [presidente da entidade]", contou o comandante, em entrevista ao canal Rai 1. "Disse que não acho que alguém pode ser punido antes de uma decisão oficial. Considerava, e ainda considero, Terry como capitão. Precisamos antes aguardar a conclusão do julgamento", completou.

Durante a partida entre Chelsea e Queens Park Rangers, em outubro do ano passado, Terry foi acusado de ter tomado atitudes racistas contra Ferdinand, e o fato então passou a ser investigado pela FA. Na última semana, a primeira audiência aconteceu, mas o jogador dos Blues não compareceu e apenas enviou um representante.

E ainda: Terry será julgado por caso de racismo após a Eurocopa

A decisão foi, então, adiar a decisão para apenas depois da Eurocopa, que ocorrerá entre os dias 8 de junho e 1 de julho. Com isso, a FA definiu que irá tirar a faixa de capitão do atleta, enquanto o processo não é finalizado.

Apesar da posição, Terry, que já perdera a capitania em 2010, após ter sido revelado um caso com a esposa de Wayne Brigde, seu companheiro de seleção, ainda pode ser convocado por Capello para participar do torneio continental de equipes.

Leia tudo sobre: genetcapellodecisãoterryproblemasracismo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG