Agente do meia afirma que o clube paulista não quis pagar o valor pedido pelo Boca Juniors

O meia Marcelo Cañete, que está emprestado pelo Boca Juniors  à Universidad Católica, não deve mais assinar com o São Paulo . O jogador declarou ao jornal La Tercera , do Chile, que as negociações com o clube brasileiro fracassaram.

"Até ontem estava tudo certo e hoje fiquei sabendo que a negociação fracassou. Estou bem na Universidad Católica e fico feliz por permanecer", disse o apoiador de 21 anos. "De acordo com meu agente (Rodrigo Vilariño), o São Paulo não quis pagar o que o Boca pediu".

O time brasileiro se propôs a pagar US$ 3 milhões ao Boca Juniors. Desta quantia, US$ 500 mil seriam repassados ao time chileno para que o contrato de empréstimo com Cañete fosse quebrado. Além disso, o volante Gracián seria emprestado pelos argentinos à Católica.

A diretoria do São Paulo não confirma, mas o jogador veio ao Brasil para realizar exames médicos e foi aprovado. A pendência que impediu o acerto tem a ver com uma comissão exigida por Vilariño para que o negócio fosse concretizado.

Sobre a possibilidade de retomar as tratativas, Cañete mostrou pessimismo. "Por enquanto, está encerrado. Não sei se a situação pode ser revertida. Estou em um clube onde me tratam bem".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.