Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Candidato palmeirense adota cautela ao falar de Ronaldinho Gaúcho

"Eu não posso iludir o torcedor", disse Palaia, postulante à Presidência, sobre a difícil contratação

AE |

selo

Salvador Hugo Palaia, candidato a presidente do Palmeiras, disse nesta quinta-feira que é muito difícil a contratação de Ronaldinho Gaúcho, que está insatisfeito no Milan. "Eu não posso iludir o torcedor palmeirense, vão me chamar de Pinóquio. Não dá, eu não sou mentiroso", disse o dirigente, sem descartar que o clube ainda sonha com o craque. Nesta quinta-feira, a imprensa italiana indicou que o meia deve mesmo deixar o Milan. Mas Grêmio e Flamengo também aparecem com interesse no jogador.

Palaia afirmou ainda que os salários e os direitos de imagem dos jogadores foram pagos. O dinheiro para quitar os débitos saiu da renovação, até 2014, do contrato com a Adidas. "O Palmeiras obteve de luvas R$ 13 milhões, o que veio ajudar bem. Pagamos todos os direitos. Não tem mais nenhum atraso, os jogadores estão satisfeitos, com dinheirinho no bolso", disse o dirigente, em entrevista à Rádio Bandeirantes.

Para 2011, o Palmeiras ainda não contratou nenhum jogador. O clube, a pedido do técnico Luiz Felipe Scolari, procura um zagueiro, um lateral-direito, um meia e um atacante.

Leia tudo sobre: palmeirasronaldinho gaúchomercado da bolapalaia

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG