Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Campeão com o Palmeiras em 2008, Gustavo admite volta ao Brasil

Zagueiro diz que voltar ao clube paulista seria uma grande honra, ainda mais com Felipão no comando

Danilo Lavieri, iG São Paulo |

Zagueiro titular do Palmeiras na conquista do Campeonato Paulista de 2008, Gustavo já admite retornar ao Brasil. O jogador tem contrato de empréstimo com o Lecce, da Itália, até o meio do ano e vê com bons olhos voltar a atuar no seu país de origem. Ele admite que vestir a camisa da equipe do Palestra Itália mais uma vez seria uma ótima oportunidade, ainda mais com Felipão como técnico.

O jogador completou 80 partidas do Palmeiras e foi um dos destaques da conquista ao lado de seu companheiro de zaga Henrique, que foi vendido ao Barcelona. De uma hora para outra, no entanto, ele foi afastado do elenco por Vanderlei Luxemburgo e diz que até hoje não entendeu os motivos de seu afastamento.

Apesar disso, ele prefere não tocar na polêmica e tenta esquecer o problema projetando a sua carreira. Com 29 anos, o jogador tem seus direitos federativos presos à Traffic por mais um ano.

A chegada do atleta poderia suprir a necessidade de Felipão, que perderá Danilo para o futebol italiano justamente no meio do ano. Sem contar a insatisfação do treinador com Maurício Ramos, que não foi nem relacionado para o último jogo, diante do São Paulo. Além disso, a negociação poderia servir como mais um sinal de reaproximação tão sonhada pelo presidente do clube, Arnaldo Tirone, entre Traffic e Palmeiras.

Confira a entrevista completa com Gustavo:

iG: Como está o seu ano na Itália? Tem jogado constantemente?
Gustavo: Estou bem por aqui. No começo, foi um pouco difícil, por causa da língua, da cultura, e do futebol, que tinha uma parte mais tática, e era um pouco mais duro. Hoje estou feliz aqui por ser o 1º ano jogando e já ter completado 20 jogos.

iG: E daqui para frente, quais são seus objetivos? Pensa em seguir no Lecce, ir para um clube grande europeu ou até voltar para o Brasil?
Gustavo: Quero acabar bem a temporada e deixar o Lecce na Série A, que é o grande objetivo do clube neste ano que subiu. Sempre queremos coisas maiores na nossa carreira. Lógico que acabando a temporada aqui, eu espero algo daqui ou no Brasil. Estarei aberto para uma proposta. Mas é importante dizer que estou bem contente pela minha temporada.

Gazeta Press
Gustavo, ex-zagueiro do Palmeiras, admite que seria uma boa volta a jogar no Brasil

iG: E se voltasse ao Brasil, você tem alguma preferência?
Gustavo: Estou aberto para uma conversa, ainda mais pela temporada que venho fazendo. Lógico que o clube que me marcou mais foi o Palmeiras. Fui campeão lá, enfim. Mas deixo claro que ninguém me procurou.

iG: E como seria voltar ao Palmeiras? Como seria ser treinado por Felipão?
Gustavo: Olha seria uma coisa interessante, só que não depende de mim. Sei que a diretoria e a torcida gostam de mim. Só que depende do Felipão e da Traffic. Seria uma felicidade enorme trabalhar com Felipão. Além de um grande treinador, sei que é uma grande pessoa. Ainda mais que vou voltar a trabalhar com grandes amigos como Marcos, Valdivia e Kleber.

iG: E o que aconteceu na sua primeira passagem no Palmeiras? Por que saiu?
Gustavo: Tem coisas que no futebol, a gente não entende. Mas depois do Palmeiras tive bons momentos. No Cruzeiro, eu fui campeão do Mineiro e vice da Libertadores. Acabei me machucando, mas lá é um ótimo clube, com muita organização e tive grandes amigos. No Vasco, não foi tão bom, não. Não foi aquilo que eu esperava. Joguei pouco. Agora aqui na Itália estou tendo chances e estou muito feliz.

Leia tudo sobre: palmeirasgustavo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG