Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Campanhas no segundo turno aproximam o Atlético-MG do Cruzeiro

Futebol mineiro passa por momento ruim no Brasileirão e seus times estão entre os sete últimos colocados

Victor Martins, iG Belo Horizonte |

O clássico entre Atlético-MG e Cruzeiro costuma ser divisor de águas para as duas equipes dentro do Campeonato Brasileiro. Como exemplos recentes, os jogos do segundo turno de 2009 e 2010. No primeiro ano o Cruzeiro venceu por 1 a 0 e arrancou para a Copa Libertadores, enquanto o Atlético-MG venceu no ano seguinte por 4 a 3 e consolidou a fuga do rebaixamento. No entanto, a história tem sido diferente no atual Brasileirão.

Veja a classificação e a tabela de jogos do Brasileirão

Depois de vencer o Atlético-MG por 2 a 1 , no encerramento do primeiro turno, o Cruzeiro ficou na 7ª colocação, com 12 pontos a mais do que o maior rival, então o 19º colocado. Passadas quatro rodadas do segundo turno, os dois clubes estão separados pelo Ceará e a diferença é de apenas quatro pontos. Com três vitórias nas últimas quatro rodadas, o Atlético-MG tem a terceira melhor campanha do returno, empatado em pontos com o Grêmio e atrás no saldo de gols.

Siga o Twitter do iG Atlético-MG e receba notícias do time em tempo real

Flickr/Clube Atlético Mineiro
União tem sido a força do Atlético-MG. Depois dos jogos, todos os jogadores se reúnem no meio do campo
Siga o iG Cruzeiro no Twitter e receba todas as informações do seu time

Já o Cruzeiro faz campanha ainda pior do que no primeiro turno , quando tinha dois pontos em quatro jogos. Com apenas um ponto conquistado, no empate com o Palmeiras , a equipe celeste tem a segunda pior campanha do segundo turno, superando apenas o Flamengo , derrotado nas últimas quatro rodadas. Com campanha tão pífia, o Cruzeiro já se mostra preocupado na luta contra o rebaixamento . Para o técnico Cuca , do Atlético-MG, a briga contra a degola ganhou novos clubes.

Entre para a Torcida Virtual e convide seus amigos

“Se a gente olhar na tabela, já estamos quase pegando o calcanhar de uns dois ou três. Então o bolinho lá em baixo está ficando mais recheado e temos de dar jeito de escapar”.

Crise em Minas

MiGCompFotoLinks_C:undefinedPassadas 23 rodadas do Campeonato Brasileiro, as três equipes de Minas Gerais estão entre os sete últimos colocados da competição . Candidato ao título antes do início do Brasileirão, o Cruzeiro perdeu sete posições em quatro rodadas, enquanto o Atlético-MG luta contra o rebaixamento e o América-MG é o lanterna desde a 13ª rodada.

A crise que assombra o futebol mineiro, não preocupa o técnico. Trabalho no futebol de Minas Gerais desde junho do ano passado, quando assumiu o comando do Cruzeiro, o treinador lembra que 2010 não foi um ano ruim para o estado. Para Cuca, o Mineirão faz falta, mas não é o único motivo para campanhas tão ruins em 2011.

“Ano passado foi muito bem. Teve um que foi vice-campeão, o Cruzeiro. Teve um que subiu para a primeira divisão, o América, e o Atlético que teve uma recuperação fantástica. Então não foi ruim no ano passado. Não é só a falta do Mineirão, lógico que faz falta. Eu vinha jogador no Mineirão e era difícil, mas jogar em Sete Lagoas é um caldeirão, muito bom também”, disse Cuca, que depois de tirar o Atlético-MG da zona de rebaixamento, já sonha com objetivos mais altos em 2012.

“Vamos tentar fazer o melhor, ficar na Série A, conseguir uma classificação um pouco mais tranquila do que a gente tem hoje e no ano que vem fazer coisas melhores. Fazer o Atlético disputar títulos nacionais, eu acho que tem todas as condições do mundo de disputar um título e ser campeão. Vamos torcer para as coisas encaminharem bem nesse ano para que em 2012 a gente possa colher”.

Leia tudo sobre: Atlético-MGBrasileirão 2011CruzeiroAmérica-MGCuca

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG