Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Camisa 9 do Inter quer transformar o Gauchão em Copa do Mundo

Guto é a esperança de gols para o início de 2011. Atacante pretende jogar mais uma vez a Libertadores

Gabriel Cardoso, iG Porto Alegre |

Para começar o Campeonato Gaúcho boa parte das expectativas do Inter B incidem sobre um jogador: Guto, camisa 9, o único atacante do time no esquema tático 4-2-3-1, que é o escolhido pelo técnico Enderson Moreira.

“Gauchão é Copa do Mundo. Temos que pensar como se fossem os últimos jogos de nossas vidas. Vou agarrar esta oportunidade com unhas e dentes”, avisa Guto.

Se depender do histórico, o torcedor pode confiar. Guto fez 20 gols pelo time B em 2010 e foi o artilheiro da equipe na temporada. Ele foi o goleador do Brasileirão Sub-23 (com 7 gols) e da Copa Federação Gaúcha de Futebol (com 10 gols). O Inter venceu as duas competições.

“Centroavante tem que fazer gols, é assim que se ajuda o time. E sei que quanto mais gols eu fizer, mais chances eu tenho de subir para o grupo principal. Meu sonho é chegar à Libertadores”, diz o jogador.

Caso realize o sonho, a competição não será novidade na carreira do atleta. Em 2009, Guto teve a oportunidade de disputar o campeonato pelo Sport Recife. Agora, mais maduro, ele espera fazer um papel ainda melhor.

“Quando acabou 2010, e fui goleador das duas competições, meu pensamento era de já estar no time principal. Agora que vamos disputar o Gauchão temos que manter o foco e o bom nível nos treinos para termos um início 100%”, explica.

Atacantes formados pelo Inter, dificilmente não se transferem para a Europa

Divulgação
Formado pelo Inter, Nilmar foi para a Europa e veste a camisa da seleção brasileira
O histórico do Inter nos últimos anos mostra que os atacantes formados pelo clube, e que conseguem relativo sucesso no time principal, logo se transferem para a Europa. Em 2007, Alexandre Pato inaugurou a ponte aérea Porto Alegre-Europa, transferindo-se para o Milan.

O centroavante Wellington não chegou a ter tantas chances no Beira-Rio. Mas bastou meia temporada emprestado ao Náutico para ser vendido ao futebol alemão em 2008. No ano seguinte foi Nilmar quem deixou o Inter, transferindo-se para o Villarreal da Espanha.

Em 2010 mais dois jovens seguiram o mesmo caminho: Walter trocou o Inter pelo Porto de Portugal, e Taison deixou a capital gaúcha para viver na Ucrânia e vestir a camiseta do Metalist.

O grupo principal conta atualmente com Leandro Damião, que não foi formado pelo Inter mas que começou a ganhar destaque no futebol justamente quando veio para Porto Alegre. Ele já foi sondado pelo Shakhtar da Ucrânia. Guto é o segundo da fila. O titular do time B está pronto para uma oportunidade no plantel principal. Se mantida a tendência, ele logo pode estar no futebol europeu.

Leia tudo sobre: InternacionalGuto

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG