Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Deputados votarão Lei da Copa nesta quarta, diz presidente da Câmara

Situação e oposição não conseguem chegar a acordo envolvendo a venda de bebidas em estádios

iG São Paulo |

O presidente da Câmara dos Deputados, deputado Marco Maia (PT-RS), afirmou que a Lei Geral da Copa será colocada em pauta na tarde desta quarta-feira, mesmo não havendo acordo entre oposição e situação. A oposição condicionava a votação da Lei da Copa à marcação de uma data para o Código Florestal, outro tema polêmico e que vem se arrastando há tempos em Brasília.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Vou colocar em votação, vai para a pauta agora", disse Maia. "Não há acordo...Vamos ver no que vai dar", acrescentou. Originalmente, a votação estava marcada para a última terça-feira, mas foi adiada .

CBF: Marin diz que demora na votação da Lei da Copa "não preocupa"

A Lei Geral da Copa, que define regras para a Copa do Mundo de 2014 e a Copa das Confederações de 2013, enfrenta resistências por conta de um ponto polêmico sobre a venda e consumo de bebidas alcoólicas nos estádios. A votação da lei já foi adiada diversas vezes, o que provocou críticas da Fifa (Federação Internacional de Futebol e Associados). Sobre o adiamento mais recente, a entidade disse ao iG que não vai mais se posicionar sobre o caso.

AO iG: Fifa prefere não comentar mais um atraso em votação da Lei da Copa

Na noite de terça, em reunião entre os líderes dos partidos na Câmara dos Deputados e o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, ficou acordado que será votada a suspensão da atual proibição para a venda de bebidas alcoólicas, contida no Estatuto do Torcedor (Lei 10.671/03), mas que não serão revogadas as leis estaduais ou municipais que tratem do tema. Ou seja, caberá à Fifa discutir a questão com cada um dos 12 estados com cidades-sede no Mundial .

DECISÃO: Fifa terá que negociar liberação de bebidas alcoólicas com cada Estado

Agência Brasil
Aldo defende que o Brasil cumpra as garantias com a Fifa e libere a venda de cerveja nos estádios
"Vamos votar o texto (da Lei Geral da Copa) que foi aprovado pela comissão especial. Porém, vai ser feito um destaque para excluir o Artigo 29 (da liberação de bebidas nos estádios), o que facilita a aprovação do acordo firmado pelo governo", disse Arlindo Chinaglia, líder do governo na Câmara. "Mas no que diz respeito à bebida, vamos ficar com o texto original do governo", completou.

CORNETAS: Na Rússia, Fifa elogia Copa de 2018 e cita atraso no Brasil

O presidente da CBF, José Maria Marin, também se posicionou sobre o caso. Segundo o dirigente, a demora para a votação "não preocupa" : "Não me preocupo (com a demora). Sei da preocupação dos deputados em examinar com bastante cuidado e atenção tudo o que diz respeito ao projeto. Temos condições de realizar a maior Copa do Mundo", afirmou, em visita a Brasília nesta quarta-feira.

*com Reuters

Leia tudo sobre: Copa 2014Lei Geral da CopaCBFCopa do Mundo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG