Técnico do diz que jogadores seguiram exatamente a estratégia montada para o clássico com o Vasco

Cercado de desconfiança, apesar da boa campanha no Campeonato Brasileiro, o técnico Caio Júnior deixou o Engenhão neste domingo com a sensação do dever cumprido. A goleada do Botafogo sobre o Vasco por 4 a 0 aproximou o time das primeiras colocações e mostrou em campo o trabalho feito fora dele.

Siga o Twitter do iG Botafogo e receba notícias do time em tempo real

“Foi um primeiro tempo inesquecível. Não só pelos 3 a 0, mas pela forma que o time atuou. É o sonho de todo treinador ver o que ele desenha aparecer em campo. Tive um dia longo antes do jogo. Estudei, vi e revi vídeos e montei uma estratégia. Cobro deles o cumprimento da função tática. Falta isso ao futebol brasileiro”, disse Caio Júnior.

Entre para a Torcida Virtual de Botafogo e convide seus amigos

A posse de bola e as jogadas pelas laterais foram duas características do Botafogo no clássico. Mesmo sem Maicosuel, o time conseguiu apresentar um bom futebol, criativo e com muitas chances de gol. Loco Abreu marcou dois e saiu de campo como símbolo da importante vitória sobre o Vasco.

“Fico muito contente em poder trabalhar com um jogador inteligente como ele (Loco Abreu), que participa, dá opinião, entende e aceita quando você argumenta”, comentou Caio. “O que me orgulha é conseguir implantar uma ideia e ver o trabalho dar resultado. Mais ainda perceber que os jogadores entenderam. O entendimento é o principal. O jogador europeu e no Japão isso acontece mais. Futebol não é só jogar bola”.

Apesar do bom resultado contra o Vasco e dos aplausos, Caio Júnior tem consciência de que a situação pode mudar nos próximos jogos. Quarta-feira, o time enfrenta o Atlético-MG , fora de casa, pela Copa Sul-Americana. Sábado, será a vez de jogar contra o América-MG , no Engenhão, pela 16 a rodada do Brasileiro.

“O que não podemos é ter uma atuação como aquela contra o Figueirense (derrota por 2 a 0) , apática, com poucas finalizações. Contra o América-MG, se o time não vencer, o torcedor não ficará satisfeito. Não posso deixar que se acomodem. É preciso ter personalidade para jogar com coragem”, disse o treinador.

Com passagens por Paraná, Palmeiras e Flamengo, Caio Júnior espera chegar ao fim do Campeonato Brasileiro na briga por objetivos importantes. Os quatro primeiros se classificam para a Copa Libertadores do ano que vem.

“Onde passei, lutei na parte de cima da tabela, com um percentual alto de pontos. Isso não é fácil. Temos uma diferença para Flamengo e Corinthians, mas precisamos primeiro conseguir ficar entre os quatro primeiros. Depois, no fim, tentar brigar pelo título”, comentou Caio Júnior.

null

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.