Tamanho do texto

Volante Marcelo Mattos recebeu a faixa de Joel Santana, mas diz que não se importa em ter que cedê-la

Com a saída de Lúcio Flávio e Leandro Guerreiro no começo da temporada, o Botafogo ganhou um novo capitão. Mesmo com jogadores mais experientes, como o atacante Loco Abreu e o lateral-direito Alessandro , o escolhido pelo técnico Joel Santana foi o volante Marcelo Mattos . Agora, com a chegada do treinador Caio Júnior , o posto pode mudar de dono, mas o jogador garante não ter vaidade e diz que aceitaria entregar a faixa a outro jogador.

"Não teve nenhuma conversa com ele (Caio Júnior) sobre isso ainda, mas não tenho vaidade. Se tiver que passar a faixa para alguém, farei sem problema nenhum. Só quero entrar em campo e realizar meu trabalho. O importante é estar no grupo e fazer minha parte", declarou Marcelo Mattos.

Durante o período em que ficou lesionado, recuperando-se de uma inflamação na sola do pé, a braçadeira ficou com os atacantes Loco Abreu e Herrera, principalmente com o jogador uruguaio. O técnico Caio Júnior minimizou a importância da escolha do capitão, mas confirmou que ainda tomará a decisão sobre quem ficará com a faixa na equipe carioca.

"Não defini o capitão ainda. No tempo certo vou conversar com o Marcelo Mattos sobre isso, vamos ver o que vai acontecer. Mas a preocupação não é só com quem veste a faixa de capitão. Uma equipe não vive só de uma liderança, temos que ter várias lideranças sem a faixa na equipe", disse o treinador do Botafogo, que também aproveitou para elogiar o volante.

"É um jogador fundamental para nossa equipe. Nesses dois jogos que vi, achei ele o ponto de equilíbrio do Botafogo. Bom jogador, tem liderança, preenche todas as características de um bom jogador de meio campo", finalizou Caio Júnior.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.