Argentino do Cruzeiro está entre os jogadores que mais driblam e entre os que mais apanham no Brasileirão

Montillo pede mais atenção dos juízes com as jogadas violentas
AE
Montillo pede mais atenção dos juízes com as jogadas violentas
O talento do argentino Montillo já não é nenhuma novidade no futebol brasileiro, já que o meia está no Cruzeiro desde o ano passado. Os marcadores adversários procuram parar o armador de todas as maneiras e, várias vezes, partem para a violência. Montillo pede mais atenção aos juízes do Brasileirão para que as jogadas mais desleais possam ser evitadas.

Siga o iG Cruzeiro no Twitter e receba todas as informações do seu time

Montillo é o quinto jogador que mais recebeu faltas no Brasileirão: foram 31 no total ( Kléber , do Palmeiras , é o mais caçado, tendo recebido 43 faltas). A explicação pode estar na habilidade do jogador, que é o terceiro que mais dribla na competição (36 dribles, contra 44 do líder Jóbson , do Bahia ). Os dados são do Footstats e estão disponíveis no aplicativo iG Esporte para iPhone e iPad.

Tenha as estatísticas no seu iPhone e faça comparações entre times e jogadores

Já acostumado com as pancadas, Montillo pede mais atenção dos juízes para as jogadas mais fortes. “Quando é pancada de jogo, não falo nada, pois futebol é esporte de contato e os meias são os mais procurados pois podem desequilibrar a partida. Mas, em outros casos, o juiz tem que estar mais atento, pois a pancada é mais forte que o normal. Não gosto de falar disso, continuo de pé, jogando. Quem tem que cuidar disso são os juízes”, avalia o argentino.

O argentino lembra que já tomou cartões amarelos por reclamar de entradas violentas, enquanto os infratores saíram impunes. “Às vezes, tomo cartão sem dar pancada em ninguém. Só de falar que estou apanhando para o juiz já tomei dois cartões amarelos”, concluiu.

O técnico Joel Santana concorda com seu atleta. "Todo jogador da qualidade do Montillo é marcado com rigor. Cabe à arbitragem ser mais rigorosa na aplicação da regra e da lei. Não vou comentar o assunto, mas quem teve lá no Pacaembu viu que foi isso claro. Futebol hoje em dia, a qualidade tem que ser preservada. Esses jogadores de qualidade são muito visados", disse o treinador cruzeirense.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.