Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Cabañas reconhece seu agressor diante de autoridades mexicanas

José Jorge Balderas é o homem que está preso pela acusação de ter atirado na cabeça do paraguaio

EFE |

O atacante paraguaio Salvador Cabañas reconheceu, diante da Procuradoria mexicana, José Jorge Balderas, também conhecido como "JJ", como a pessoa que atirou em sua cabeça no dia 25 de janeiro de 2010 em um bar da capital mexicana, relataram autoridades locais nesta segunda-feira.

Cabañas foi interrogado por uma equipe liderada pelo procurador da Cidade do México, Miguel Mancera, no hotel onde está hospedado com a seleção paraguaia, que chegou ao México na noite de domingo. O procurador revelou que o jogador reconheceu "JJ" por meio de fotos mostradas durante as investigações do caso.

Cabañas foi baleado em 25 de janeiro de 2010 em um bar da capital mexicana, e foi submetido a uma cirurgia na qual os médicos decidiram não retirar a bala de sua cabeça. Após sua recuperação, ele viajou com a família para a Argentina para continuar seu tratamento, e em seguida estabeleceu-se em seu país de origem.

O ex-jogador retornou ao México com a seleção paraguaia e será homenageado no dia 10 de agosto no estádio Azteca, em um amistoso contra o América, no qual jogou por várias temporadas antes de ser baleado. Balderas foi detido meses depois e atualmente está preso, aguardando julgamento pela agressão ao jogador e por crimes de narcotráfico.

Leia tudo sobre: futebol mundialméxicoparaguaicabañas

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG